Pular para o conteúdo principal

Acidente com carreta interdita ferrovia Transnordestina.

Rosário-Ma:Dois acidentes foram registrados no início da tarde desta quinta-feira (20), no Km 38 da BR -135, em Campo de Perizes. O primeiro deles foi por volta das 13h, envolvendo uma carreta e um veículo de passeio e o segundo envolvendo um micro-ônibus e um caminhão. A Polícia Rodoviária Federal já está no local dos acidentes controlando o tráfego de veículos.
No primeiro acidente, o motorista da carreta perdeu o controle do veículo após ser ultrapassado. Ele só parou ao atingir a linha férrea e deixou um trecho da ferrovia Transnordestina parcialmente destruído. Ninguém ficou ferido.
Cinquenta metros depois do local do primeiro acidente houve uma colisão frontal envolvendo um micro-ônibus e um caminhão. Os dois veículos bateram de frente, uma pessoa teve ferimentos leves e foi encaminhada para um hospital no município de Bacabeira. Os policiais rodoviários que já se encontravam na BR-135 por conta do primeiro acidente conseguiram registrar por meio de imagens o acidente entre o micro-ônibus e o caminhão.
A chuva que cai desde o início da manhã em parte do Estado pode ter contribuído para o acidente. Para o chefe da comunicação da Polícia Rodoviária Federal no Maranhão, Júlio Henriques é mais um caso que poderia ter sido evitado se esse trecho da rodovia já estivesse duplicado. “Bastou uma chuva para os primeiros acidentes serem registrados em Campo de Perizes. A duplicação da BR-135 é de fundamental importância para garantir a segurança dos motoristas e evitar mais mortes”, afirmou.
Duplicação da BR-135
A licitação da obra de duplicação da BR-135 foi cancelada pelo Dnit na semana passada. Em reunião realizada na última quinta-feira (13), em Brasília, o diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit), Jorge Fraxe, e o secretário-executivo do Ministério dos Transportes, Miguel Mazzela, garantiram que o cancelamento da licitação para duplicação da BR-135 não inviabilizará a obra.
Os representantes do governo federal prometeram que a duplicação, do trecho de 28 km, entre São Luís e Bacabeira, será iniciada em junho de 2012. Dos R$ 190 milhões deste primeiro trecho, cerca de R$ 60 milhões são oriundos de emendas de bancada. Se não forem empenhados até 31 de dezembro (o empenho só pode ser feito após toda a licitação), esses recursos serão perdidos.
Adequações
Uma solução para o problema financeiro da obra também foi debatido em Brasília. Durante o encontro, que contou ainda com a participação do deputado estadual Alexandre Almeida (PT do B), ficou estabelecido que o Dnit promoverá algumas adequações ao projeto da duplicação. A principal delas diz respeito ao deslocamento da linha férrea que beira a BR-135 no Campo de Perizes. Inicialmente, ela seria deslocada para dar lugar à via, o que não será mais necessário. Segundo os engenheiros do órgão, a solução mais viável e mais barata será criar um sistema de proteção com defensas ao longo da linha e construir a nova pista ao lado dela, usando os trilhos como uma espécie de canteiro central.
Ao fim da reunião, o diretor-geral Jorge Fraxe reiterou que a duplicação está entre as prioridades do Dnit. “Pode-se dizer que hoje é um marco esse projeto de duplicação da BR-135. Essa é uma obra prioritária para o Dnit, e nós nos comprometemos, como exigiu o secretário Max Barros, a estabelecer o prazo máximo de junho de 2012 para o início das obras, após as adequações já propostas nesta reunião”, finalizou.Fonte:imirante.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Prefeita de Rosário compra caixões para enterrar toda a população da cidade

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes, não  investe na saúde da cidade onde no hospital SESP não tem uma agulha e agora a gestora  pretende  enterrar toda população da cidade literalmente lançando um mau agouro aos Rosariense.
De acordo como mostra o contrato  a prefeita Irlahi, determinou a compra de mais de R$ 280 mil em caixões para defunto,  com a fornecedora Deusimar R. Ferreira, nome de fantasia Pax Nossa Senhora do Rosário. O caso deve gera polêmica e revolta onde a prefeita Irlahi pretende enterrar toda a população como mostra o contrato com a fornecedora.
O caso é parecido com o da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, que ficou famosa com o título de prefeita ostentação. Lidiane foi condenada por gastar R$ 130 mil em urnas funerárias… Veja o contrato abaixo: