Pular para o conteúdo principal

Rosário-MA:Sérgio Tamer anuncia criação de mil vagas para regionalização do sistema prisional


Sérgio Tamer anuncia criação de mil vagas para regionalização do sistema prisional
Rosário-MA: O secretário Sérgio Tamer, da Secretaria Estadual de Justiça e da Administração Penitenciária (Sejap), anunciou, ontem (27), a criação de mil vagas para regionalização do sistema prisional no Maranhão. Das vagas, 400 vão ser criadas no mês de abril, deste ano, nas unidades prisionais dos municípios de Santa Inês, Davinópolis, Bacabal e Rosário.

No dia 4 de abril, o Centro de Ressocialização de Santa Inês vai ser inaugurado oficialmente, para ajudar a desafogar os presídios de São Luís. O prédio, localizado na Rua da Barreirinha, com capacidade para 70 presos, teve 41 vagas ocupadas por detentos de Santa Inês que estavam em presídios na capital maranhense.

Sérgio Tamer aposta na regionalização para desafogar o sistema prisional maranhense.

O Centro de Ressocialização possui dez celas, banho de sol, solares, sala de saúde para abrigar os detentos, além de setor administrativo. A ampliação da unidade prisional de Davinópolis está quase concluída e vai abrigar cerca de 100 detentos. Além disso, as obras de ampliação em Bacabal e Rosário estão aceleradas.

As obras nessas quatro unidades prisionais visam oferecer 400 novas vagas, no sistema penitenciário do Estado. “Essas obras são importantes. Os moradores desses municípios veem esse trabalho com bons olhos, pois o preso de Justiça vai ficar recluso próximo a sua família”, destacou o secretário Sérgio Tamer. Ele disse que os presos de Justiça vão ter um acompanhamento com psicólogos, enfermeiros, advogados, médicos e assistente social.

O governo do Estado, por meio da Sejap, está fazendo reformas, construções e ampliações das unidades prisionais de Pedreiras, Chapadinha, Açailândia, Caxias (Casa de Albergue e CCPJ), Timon, Imperatriz (CCPJ e Casa de Albergue) para a criação de outras vagas. A previsão é que as obras sejam concluídas até o fim do ano. “Vamos cumprir a política pública de regionalizar o sistema prisional no Maranhão, para que o preso cumpra pena próximo de sua família e, consequentemente, diminua a reincidência. Além disso, vamos disponibilizar novas oportunidades para que o detento tenha acesso a uma profissão”, afirmou o secretário.

Parceria com o governo federal – Sérgio Tamer destacou que a Sejap firmou parceria com o governo federal para a criação e construção de duas cadeias públicas, sendo uma em Santa Inês, com capacidade para 390 presos; e outra em Pinheiro, com 120 vagas. Segundo ele, o processo está em fase final para a abertura da licitação. “O recurso está disponível na Caixa Econômica”, informou Tamer.
Em relação à decisão da juíza Samira Barros Heluy, da 5ª Vara de Execuções Penais de Imperatriz, de impedir que presos sejam recebidos na Delegacia de Davinópolis, o secretário contou que a Sejap encaminhou a decisão para a Procuradoria Geral do Estado, a fim de que sejam tomadas as providências necessárias. “Entendemos que a ação da magistrada extrapola a competência do Poder Judiciário, pois isso é da ordem do Executivo”, disse Sérgio Tamer.

Avaliação positiva – O juiz da 2ª Vara de Execução Penal, Douglas de Melo Martins, avaliou de forma positiva as ações de ressocialização feitas pela Sejap, como a profissionalização de mais de mil presos em menos de um ano, com cursos técnicos na área de culinária, segurança no trabalho, edificações, eletrônica e outros. “A qualificação profissional é uma das ações mais importantes. É um beneficio para o preso em vários sentidos, na qualificação profissional e na redução da pena, e para a sociedade é positivo porque a probabilidade do detento reincidir é menor, pois saindo qualificado ele pode conseguir emprego”, ressaltou Douglas Martins.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Prefeita de Rosário compra caixões para enterrar toda a população da cidade

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes, não  investe na saúde da cidade onde no hospital SESP não tem uma agulha e agora a gestora  pretende  enterrar toda população da cidade literalmente lançando um mau agouro aos Rosariense.
De acordo como mostra o contrato  a prefeita Irlahi, determinou a compra de mais de R$ 280 mil em caixões para defunto,  com a fornecedora Deusimar R. Ferreira, nome de fantasia Pax Nossa Senhora do Rosário. O caso deve gera polêmica e revolta onde a prefeita Irlahi pretende enterrar toda a população como mostra o contrato com a fornecedora.
O caso é parecido com o da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, que ficou famosa com o título de prefeita ostentação. Lidiane foi condenada por gastar R$ 130 mil em urnas funerárias… Veja o contrato abaixo: