Pular para o conteúdo principal

Termina hoje o prazo para gestores entregarem prestação de contas ao TCE

Edmar Cutrim afirmou que deixar tudo para a última hora já faz parte do calendário dos gestores
Até sexta-feira, somente 36,4% dos prefeitos e 41% dos presidentes de Câmaras Municipais maranhenses haviam apresentado a prestação de contas
 
Hoje é o último dia para gestores municipais e estaduais da administração direta e indireta entregarem a prestação de contas do exercício financeiro de 2011 ao Tribunal de Contas do Estado (TCE). Até sexta-feira, somente 36,4% dos prefeitos e 41% dos presidentes de Câmaras Municipais maranhenses haviam apresentado a prestação de contas.
 
Pelo menos 138 prefeitos têm até as 18h de hoje para entregar os documentos da prestação de contas de 2011 ao TCE. O prazo teve início em fevereiro e, até o dia 30 do mês passado, 79 gestores municipais haviam apresentado as contas no tribunal.

Na lista dos adimplentes com o tribunal estão São Luís, Imperatriz, Alto Alegre do Maranhão, Açailândia, Cedral, Codó, Humberto de Campos e São José de Ribamar, cujo prefeito - Gil Cutrim - foi o primeiro gestor a entregar a prestação de contas, no dia 15 de fevereiro.

Entre os gestores que deixaram para o último dia está o prefeito de Itapecuru, Júnior Marreca, que também é presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem). Segundo ele, é opcional entregar as contas no último dia. "Estamos com tudo pronto há uma semana, mas decidimos entregar no último dia até como uma forma de esperar os demais colegas", disse Marreca.

Entre os presidentes das Câmaras de Vereadores, até sexta-feira, 89 já haviam entregado as contas. Nesta lista estão as Câmaras de Paço do Lumiar, São Luís, Pinheiro, Imperatriz, Parnarama, São João Batista e Vila Nova dos Martírios.

Pela administração municipal indireta que inclui fundações e autarquias, 32 gestores já estão adimplentes com o TCE. No caso de gestores estaduais, como secretários de Estado, os ordenadores de despesas do Ministério Público e do Tribunal de Justiça, superintendentes de órgãos estaduais ou diretores de órgãos como a Polícia Militar, 76 já entregaram as contas.

Formato digital - De acordo com o presidente do TCE, Edmar Cutrim, a história de deixar tudo para última hora já faz parte do calendário dos gestores. A diferença este ano é que não haverá mais o acúmulo de papel, já que pela Instrução Normativa 25 do tribunal, a prestação de contas de gestores deve ser feita no formato digital.

"A entrega das prestações de contas em formato digital representa um avanço em nossos procedimentos e permitirá uma distribuição mais rápida dos processos aos setores responsáveis pela análise", afirmou o presidente Edmar Cutrim.
No entanto, o novo sistema de entrega em formato digital está sendo um problema para alguns gestores. Segundo o presidente da Famem, há problemas técnicos por não conhecer o sistema e ainda a falta de profissionais qualificados nas cidades para líder com a nova realidade do TCE.
"Muitos prefeitos estão reclamando da dificuldade em trabalhar com esse novo formato. Questões técnicas e a falta de um profissional qualificado que atenda às novas regras do TCE têm atrapalhado a vida de alguns gestores. Mas esperamos que no último dia as dificuldades sejam amenizadas", disse Marreca.
Até a semana passada, o TCE deixou de receber a prestação de 29 gestores por não atenderem às exigências estabelecidas pelo órgão nas suas Instruções Normativas. Entre as principais falhas estão a baixa qualidade da digitalização da documentação, o que impede a leitura das informações; ausência de codificação dos documentos, item imprescindível para a indexação dos dados; ausência da Certidão de Habilitação do Conselho de Contabilidade, que deve ser apresentada pelo profissional responsável pela organização contábil da prestação de contas, e o Relatório de Controle Interno.
 
 
Carla Lima, De O Estado do Maranhão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Criança morre após negligência médica em Axixá

Uma  criança de   1 ano onze meses perdeu a vida na cidade de Axixá, após negligência médica a mãe Valeria Silva se deslocou até o hospital e Maternidade em Axixá nesta segunda-feira (19),   na busca de atendimento médico para seu filho que se chama Dierlison Ryan, a mãe estava desesperada quando chegou no hospital na hora ser atendida o médico de plantão olhou para criança e alegou que a criança estava era só com sono e para mãe não se preocupa, sendo que a criança estava chorando e mãe falou para o médico que seu filho estava sim passado mal mais médico voltou a dizer que era só sono uma omissão de socorro por parte do médico da cidade.
A mãe não foi atendida no hospital onde o profissional da saúde ser quer examinou a criança para ver se tinha algo a mãe acabou voltando para casa sem atendimento médico, com o seu filho quando chegou em sua casa a  criança não resistiu veio a óbito,  morrendo na casa em plena cama da mãe.

A prefeita de Axixá Sônia vem fazendo uma péssima gestão e se q…