Pular para o conteúdo principal

César Pires revela dados sobre agiotagem nas prefeituras do MA

 deputado César Pires
O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado César Pires, revelou ontem, na tribuna da Casa, dados por ele considerados assustadores em relação ao sistema de agiotagem que envolve as prefeituras do Maranhão. “Fiquei assustado quando o Sistema de Segurança me comunicou que 87 prefeituras estão envolvidas diretamente no sistema de agiotagem”, afirmou.

Segundo Pires, as informações repassadas aos seus pares foram colhidas junto ao secretário de Segurança, Aluízio Mendes, que lhe adiantou que o Sistema de Segurança tem conhecimento de outros tantos agiotas que não estão envolvidos nas investigações ora em curso, mas que estão vinculados a outras prefeituras, podendo chegar a 123 prefeituras envolvidas com essa situação.

“O sistema bancário, em nível do Banco do Brasil, por meio de seus gerentes e outros funcionários, sabia e compartilhava desse sistema de agiotagem. Foram encontrados prefeitos que pediram R$ 300 mil, já tinham pago R$ 6 milhões e ainda deviam R$ 6 milhões e duzentos e cinquenta mil”, revelou César Pires.

De acordo com César Pires, a cada R$ 100 mil que iam para a merenda escolar, apenas R$ 20 mil chegavam aos alunos. “Como é que nós podemos melhorar os indicadores sociais se o sistema bancário está vendido, se a parte da polícia está podre, se as políticas estão podres? É por isso que a política está paupérrima no estado do Maranhão. Felizmente não é 100% do estado”, analisou.

César Pires disse que 30 prefeitos, dos 87 envolvidos, apresentaram a possibilidade da delação premiada de poder ir depor, como fez recentemente o ex-vice prefeito Banga, do município de Serrano do Maranhão. Ele informou que, como os prefeitos gozam de foro em razão do exercício da função, ou seja, só podem ser julgados pelo Tribunal de Justiça do Estado, está sendo feita uma triagem para saber o que deve ser remetido para a Promotoria Pública Estadual e Federal.

“Parte das emendas parlamentares dada a algumas prefeituras são vendidas antecipadamente, como fazem os agricultores do interior do estado quando vendem sua produção na palha. Não é o deputado quem vende a emenda, é a prefeitura que, quando o deputado apresenta a emenda, já antecipa a venda para poder fazer alguma coisa”, declarou.

Apartes – Em aparte, Bira do Pindaré propôs que se instalasse uma CPI para investigar os gestores públicos que desviam verbas públicas. O deputado defendeu que seja divulgado o nome das prefeituras envolvidas no sistema de agiotagem. “Esta é uma informação importante para o povo do Maranhão que nesse momento tem que escolher novos gestores”, argumentou.

César Pires refletiu que nunca tinha se perguntado como ia ao ralo o dinheiro desses 217 municípios, que fazem parte dessa cesta que compõe os baixos indicadores sociais do Maranhão, no campo da saúde, do saneamento, entre outros. “Talvez eu tenha cometido injustiça quando penalizava os governos que não fazem nada e esquecia de observar o todo. Era como se a gente estivesse dentro da montanha e não saísse dela. E quando você sai tem uma visibilidade maior”, assinalou.

Comentários

Anônimo disse…
ENQUANTO A ESSA CITAÇAO DO BIRA DO PINDARÉ SERIA UMA OTIMA IDÉIA UMA CPI I DIVULGAR O NOME DESSES VAGABUNDOS POR ISSO QUE NADA AQUI NO MARANHÃO VAI PRA FRENTE COM ESSES SANGUE SUGAS MIZERAVÉIS..

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Criança morre após negligência médica em Axixá

Uma  criança de   1 ano onze meses perdeu a vida na cidade de Axixá, após negligência médica a mãe Valeria Silva se deslocou até o hospital e Maternidade em Axixá nesta segunda-feira (19),   na busca de atendimento médico para seu filho que se chama Dierlison Ryan, a mãe estava desesperada quando chegou no hospital na hora ser atendida o médico de plantão olhou para criança e alegou que a criança estava era só com sono e para mãe não se preocupa, sendo que a criança estava chorando e mãe falou para o médico que seu filho estava sim passado mal mais médico voltou a dizer que era só sono uma omissão de socorro por parte do médico da cidade.
A mãe não foi atendida no hospital onde o profissional da saúde ser quer examinou a criança para ver se tinha algo a mãe acabou voltando para casa sem atendimento médico, com o seu filho quando chegou em sua casa a  criança não resistiu veio a óbito,  morrendo na casa em plena cama da mãe.

A prefeita de Axixá Sônia vem fazendo uma péssima gestão e se q…