Pular para o conteúdo principal

Empossada primeira presidente da Associação Comercial de Bacabeira

Bacabeira-MA: A empresária Núbia Costa Barros é a primeira presidente da Associação Comercial de Serviços e Indústria de Bacabeira, município localizado a 58 km de São Luís. A posse foi realizada quinta-feira (2), na sede da Câmara de Vereadores do município.

A entidade foi formalizada como resultado de um trabalho feito em parceira com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) de conhecimento e fomento ao associativismo como uma das formas de fortalecer social e economicamente o município.

A ação é parte do Projeto Adensamento da Cadeia de Petróleo, Gás e Energia no Território de Influência da Refinaria Premium I, que capacita cerca de 120 empresas instaladas em São Luís, Bacabeira, Santa Rita e Rosário, para que se tornem fornecedoras de produtos e serviços para os grandes empreendimentos que se instalam no estado, especialmente a Refinaria da Petrobras – maior da América Latina -, construída pelo Consórcio GSF (Galvão, Serveng e Fidens).

Além de Bacabeira, o município de Santa Rita oficializará a constituição da Associação Comercial, Industrial e de Serviços do município, em evento que acontece hoje, às 19h, na Escola Municipal Orlado Gasileu.

A gestora do projeto no Sebrae, Marina Lavareda, disse que foram executadas diversas ações e fomento ao associativismo e cooperativismo, com o propósito de estruturar e fortalecer a rede de possíveis fornecedores dessa cadeia produtiva e melhorar o ambiente de negócio.

“Fizemos palestras nos dois municípios com representantes da Associação Comercial de Açailândia, para troca de experiências e conhecimentos. Realizamos cursos na área de atendimento ao cliente e gestão financeira. O próximo passo será o ciclo de palestras sobre captação de sócios contribuintes”, informou a gestora.

O Sebrae realizou ainda o mapeamento das micro e pequenas empresas atuantes na região e promoveu palestras com pequenos grupos para disseminar a importância de uma Associação Comercial como entidade representativa de classe. 

Papel - A presidente da Associação Comercial de Bacabeira reconheceu o papel do Sebrae na criação da entidade. “Esse apoio foi fundamental para que nós, empresários, pudéssemos nos organizar enquanto entidade e, assim, fortalecer a atuação de cada um por meio do todo. A nossa meta agora é agregar mais associados e engajá-los em nossas ações”, declarou.

De amplitude nacional, o Projeto Adensamento da Cadeia de Petróleo, Gás e Energia, parceria do Sebrae e Petrobras, é executado no Maranhão desde junho de 2010.

A intenção é estimular micro e pequenas empresas de áreas diversas, potenciais fornecedoras da cadeia produtiva, no sentido de estruturarem-se melhor em planejamento e gestão do negócio, além de ampliar o acesso a novos mercados.

Na primeira etapa do projeto maranhense, que será encerrada em setembro deste ano, já realizou a sensibilização e adesão de 120 empresas – das áreas de treinamento, consultoria, metal/mecânica, construção civil, etc, instaladas nos quatro municípios atingidos pela refinaria – São Luís, Bacabeira, Santa Rita e Rosário.

Dessas, atualmente 58 se encontram em processo de adaptação para a exigência da cadeia produtiva de petróleo, gás e energia e 12 delas estão aptas a prestar serviços e fornecer obras e/ou produtos.

“As empresas que estão em vias de conquistar esse nível são avaliadas a partir de um indicador estabelecido pelo projeto, bastando apenas regularizar um ou outro documento e providenciar uma adequação melhor às normas ambientais”, explicou Marina Lavareda.

Mais

Para a segunda etapa do projeto – prevista para iniciar em setembro de 2012 – um novo grupo de empresários será formado. Aqueles que participaram da primeira etapa vão continuar com esse processo de desenvolvimento, para que possam estar preparados não apenas para a Refinaria Premium I, mas para os grandes projetos que estão chegando ao Maranhão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Prefeita de Rosário compra caixões para enterrar toda a população da cidade

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes, não  investe na saúde da cidade onde no hospital SESP não tem uma agulha e agora a gestora  pretende  enterrar toda população da cidade literalmente lançando um mau agouro aos Rosariense.
De acordo como mostra o contrato  a prefeita Irlahi, determinou a compra de mais de R$ 280 mil em caixões para defunto,  com a fornecedora Deusimar R. Ferreira, nome de fantasia Pax Nossa Senhora do Rosário. O caso deve gera polêmica e revolta onde a prefeita Irlahi pretende enterrar toda a população como mostra o contrato com a fornecedora.
O caso é parecido com o da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, que ficou famosa com o título de prefeita ostentação. Lidiane foi condenada por gastar R$ 130 mil em urnas funerárias… Veja o contrato abaixo: