Pular para o conteúdo principal

Rosário-MA: Agerp capacita agricultores nos territórios rurais da cidadania

A Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp), órgão vinculado a Secretaria de Estado Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar (Sedes), inicia nesta semana, 19 cursos de capacitação voltados aos agricultores familiares (indígenas, jovens, mulheres, pescadores artesanais, quilombolas e gestores), além de gestores públicos municipais.

Os cursos acontecem em Cururupu, Pinheiro, Viana, Itapecuru-Mirim, Chapadinha, Zé Doca, Rosário, Morros, Caxias, Cantanhede e Pedreiras. Os municípios estão incluídos nos territórios rurais da cidadania, cujo objetivo é promover, incrementar a economia e universalizar programas básicos por meio de uma estratégia de desenvolvimento territorial sustentável.

A capacitação é fruto de convênio firmado entre o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e Sedes/Agerp, tendo como base a aplicação do convênio Pacto Federativo, que é uma ação do Governo Federal para aceleração da redução das desigualdades sociais.

O Pacto Federativo de número 717911/09, contempla diversas ações, dentre elas a ampliação dos serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) para agricultores familiares, assegurando políticas de inclusão social, Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), Seguro da Agricultura Familiar (SEAF) e Programa Garantia de Preços da Agricultura Familiar (PG/PAF). Todas oriundas do Plano Contra a Pobreza Extrema, compromisso dos governos federal e estadual, desenvolvido pela Sedes/Agerp em todo o Maranhão.

Para ministrar as capacitações, a Agerp preparou uma equipe multidisciplinar que atenderá nesses três meses, (de agosto a outubro), cerca de 620 pessoas, dentre elas, 120 agricultores familiares e 500 gestores públicos incluindo prefeitos, secretários municipais, presidentes de sindicatos, associações, dentre outros.

Os agricultores familiares vão receber orientação sobre o funcionamento dos programas (PG/PAF, SEAF e PAA) incluindo o manuseio, a qualidade dos alimentos produzidos e a comercialização dos produtos. Receberão ainda orientações quanto a aquisição de DAP - Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Apoio à Agricultura Familiar (PRONAF), documento que dá ao portador, capacidade de receber financiamento bancário a juros subsidiados, vender gêneros alimentícios para o Governo Federal e obter licença ambiental de exploração agropecuária.

No caso dos gestores, os técnicos da Agerp propõem sensibilizá-los quanto à aplicação do PAA a fim de atender às pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional, atendidas por programas sociais locais e demais cidadãos em situação de risco alimentar, como indígenas, quilombolas, acampados da reforma agrária e atingidos por barragens.

As informações são da Secom do Estado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Prefeita de Rosário compra caixões para enterrar toda a população da cidade

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes, não  investe na saúde da cidade onde no hospital SESP não tem uma agulha e agora a gestora  pretende  enterrar toda população da cidade literalmente lançando um mau agouro aos Rosariense.
De acordo como mostra o contrato  a prefeita Irlahi, determinou a compra de mais de R$ 280 mil em caixões para defunto,  com a fornecedora Deusimar R. Ferreira, nome de fantasia Pax Nossa Senhora do Rosário. O caso deve gera polêmica e revolta onde a prefeita Irlahi pretende enterrar toda a população como mostra o contrato com a fornecedora.
O caso é parecido com o da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, que ficou famosa com o título de prefeita ostentação. Lidiane foi condenada por gastar R$ 130 mil em urnas funerárias… Veja o contrato abaixo: