Pular para o conteúdo principal

PF acredita que combustível do Samu foi usado em campanhas

Delegado Gustavo Leite Souza comanda as investigações que tentam esclarecer  uso de  combustível  no Samu

Delegado disse que o gasto com ambulâncias era de R$ 20 mil e que pulou para R$ 100 mil no período das eleições.

A Polícia Federal no Maranhão revelou ontem que a empresa Rimax, investigada por suposta fraude na utilização dos recursos federais repassados ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para a compra de combustível pertence ao ex-superintendente de Administração e Finanças do serviço municipal Jacques Douglas de Oliveira Aranha. Em coletiva à imprensa, o delegado executivo da PF, Gustavo Leite de Souza, também adiantou indícios de que o combustível possa ter sido utilizado na última campanha eleitoral de 2012.
"Os diversos processos administrativos que comprovam a propriedade da firma foram apreendidos no bairro Vinhais, endereço onde funciona a empresa prestadora de serviços de manutenção de equipamentos hospitalares e aparelhos de ar-condicionado, contratada pela Secretaria Municipal de Saúde. Apesar de estar ainda no início, podemos adiantar que há fortes indícios de que a verba do combustível possa ter sido usada no ano passado em campanhas de candidatos a prefeitos e vereadores", revelou o delegado, superintendente da PF em exercício.
A linha de investigação da PF se dá ao fato de o consumo de combustível, que até o mês de setembro de 2012 era de aproximadamente R$ 20 mil por mês, ter saltado para R$ 100 mil no período da campanha. "Isso nos causou estranheza, pois logo comparamos o gasto médio de combustível da própria PF no estado, que gira em torno de R$ 28 mil por mês para 40 viaturas em circulação diária. No caso do Samu, o repasse federal é de R$ 250 mil, sendo que apenas duas das 35 ambulâncias estão rodando", acrescentou Gustavo Leite de Souza.
Todo o esquema de má utilização do recurso federal, segundo a PF, foi descoberto no início de dezembro de 2012, quando o Ministério Público Federal (MPF) solicitou ao Ministério da Saúde que providenciasse uma auditoria no Samu de São Luís. Todo o procedimento, portanto, começou a ser viabilizado pelo Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde (Denasus), que iniciou as entrevistas com os servidores públicos, mas encontraram resistência por parte de alguns, no repasse de informações que pudessem comprovar a fraude.
Operação - O trabalho da PF que arrecadou o material foi realizado na tarde de segunda-feira (31), com a Operação Acauã, que cumpriu um mandado de busca e apreensão requerido à Justiça Federal para obter provas relacionadas ao caso. No endereço da empresa, localizada na Rua 48, quadra 35-A, no bairro Vinhais, foram apreendidas notas de pagamento de combustível e de manutenção de ambulâncias, planilhas, cartões de abastecimento e vários processos administrativos relacionados a licitações de serviços da saúde municipal.
Mesmo com as provas que apontam o ex-superintendente de Administração e Finanças do Samu como dono da empresa Rimax; e que demonstram irregularidades no uso da verba federal, a PF deixou claro que, por enquanto, nenhuma pessoa listada na investigação foi presa, e que o resultado da apreensão será formalizado em inquérito instaurado à sede da Superintendência da PF no Maranhão, no bairro Cohama. "O que podemos adiantar é que esses documentos não deveriam estar ali, mas no órgão público", concluiu o delegado-executivo da PF.

Comentários

Anônimo disse…
O que eu vi aqui em Rosario foi a distribuição escandalosa de gasolina para carros de eleitores e cabos eleitorais feita nos postos da família da prefeita eleita Irlhair.

Postagens mais visitadas deste blog

Prefeita de Rosário fica desesperada com 10 mil pessoas em caminhada e agride Willame Anceles.( Veja os Vídeos)

O gestor da Regional de saúde de Rosário Willame Anceles,  mostra força e Arrasta  uma multidão nesta tarde de quinta-feira 20,  em apoio aos candidatos, o deputado estadual Hélio Soares e o candidato a deputado federal  Josimar de Maranhãozinho. Cerca de   10 mil pessoas participaram da grande caminhada que começou as 17 horas na Praça do Coqueiro e tomou conta das ruas de Rosário.





A população rosariense abraçou os candidatos do ex-vereador Willame Anceles, e a população rosariense  foram em peso para  caminhada, deixando a prefeita de Rosário Irlahi Moares, descontrolada e desesperada, partindo para cima dos moradores  da Cidade Nova, querendo barrar o ônibus que iria para grande  caminhada de Hélio Soares candidato a deputado estadual  e Josimar candidato deputado federal.


A parti triste da tarde foi  a prefeita  Irlahi, que  agrediu o ex-vereador Willame Anceles,  onde rasgou a sua camisa toda  em um ato de fúria descontrolada.  A gestora  desesperada Irlahi, acabou levando  vaias d…

Prefeita de Rosário compra caixões para enterrar toda a população da cidade

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes, não  investe na saúde da cidade onde no hospital SESP não tem uma agulha e agora a gestora  pretende  enterrar toda população da cidade literalmente lançando um mau agouro aos Rosariense.
De acordo como mostra o contrato  a prefeita Irlahi, determinou a compra de mais de R$ 280 mil em caixões para defunto,  com a fornecedora Deusimar R. Ferreira, nome de fantasia Pax Nossa Senhora do Rosário. O caso deve gera polêmica e revolta onde a prefeita Irlahi pretende enterrar toda a população como mostra o contrato com a fornecedora.
O caso é parecido com o da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, que ficou famosa com o título de prefeita ostentação. Lidiane foi condenada por gastar R$ 130 mil em urnas funerárias… Veja o contrato abaixo:


Prefeitura de Rosário serve duas espigas de milho cruas para alunos em escola.

Os pais de alunos da escola municipal Maria da Mercês  Teixeira localizada no bairro Cidade Nova em Rosário, estão revoltados com a prefeita Irlahi Moraes, vários país  entraram em contato com o blog para denunciar que as crianças  da escola municipal  estão lanchando duas espigas  de milho onde muitas crianças ficam com fome.

A revolta do país é tão grande que as espigas de  milho até cruas estão sendo servidas na escola da rede municipal  de Rosário "Isso é uma vergonha uma maldade para com as crianças que estão passando fome na escola, como pode se servir duas espigas de milhos cruas para um criança que precisa  de uma merenda adequada de qualidade isso é uma vergonha um desrespeito" desabafa uma mãe ao blog .

A mãe que denunciou esse desrespeito da prefeita Irlahi mandou um vídeo que está rolando nas redes Sociais de uma outra mãe que está  revoltada para mostrar a veracidade do desrespeito que está acontecendo na escola Municipal Maria Mercês Teixeira.
A merenda tem que se…