Pular para o conteúdo principal

PF acredita que combustível do Samu foi usado em campanhas

Delegado Gustavo Leite Souza comanda as investigações que tentam esclarecer  uso de  combustível  no Samu

Delegado disse que o gasto com ambulâncias era de R$ 20 mil e que pulou para R$ 100 mil no período das eleições.

A Polícia Federal no Maranhão revelou ontem que a empresa Rimax, investigada por suposta fraude na utilização dos recursos federais repassados ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para a compra de combustível pertence ao ex-superintendente de Administração e Finanças do serviço municipal Jacques Douglas de Oliveira Aranha. Em coletiva à imprensa, o delegado executivo da PF, Gustavo Leite de Souza, também adiantou indícios de que o combustível possa ter sido utilizado na última campanha eleitoral de 2012.
"Os diversos processos administrativos que comprovam a propriedade da firma foram apreendidos no bairro Vinhais, endereço onde funciona a empresa prestadora de serviços de manutenção de equipamentos hospitalares e aparelhos de ar-condicionado, contratada pela Secretaria Municipal de Saúde. Apesar de estar ainda no início, podemos adiantar que há fortes indícios de que a verba do combustível possa ter sido usada no ano passado em campanhas de candidatos a prefeitos e vereadores", revelou o delegado, superintendente da PF em exercício.
A linha de investigação da PF se dá ao fato de o consumo de combustível, que até o mês de setembro de 2012 era de aproximadamente R$ 20 mil por mês, ter saltado para R$ 100 mil no período da campanha. "Isso nos causou estranheza, pois logo comparamos o gasto médio de combustível da própria PF no estado, que gira em torno de R$ 28 mil por mês para 40 viaturas em circulação diária. No caso do Samu, o repasse federal é de R$ 250 mil, sendo que apenas duas das 35 ambulâncias estão rodando", acrescentou Gustavo Leite de Souza.
Todo o esquema de má utilização do recurso federal, segundo a PF, foi descoberto no início de dezembro de 2012, quando o Ministério Público Federal (MPF) solicitou ao Ministério da Saúde que providenciasse uma auditoria no Samu de São Luís. Todo o procedimento, portanto, começou a ser viabilizado pelo Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde (Denasus), que iniciou as entrevistas com os servidores públicos, mas encontraram resistência por parte de alguns, no repasse de informações que pudessem comprovar a fraude.
Operação - O trabalho da PF que arrecadou o material foi realizado na tarde de segunda-feira (31), com a Operação Acauã, que cumpriu um mandado de busca e apreensão requerido à Justiça Federal para obter provas relacionadas ao caso. No endereço da empresa, localizada na Rua 48, quadra 35-A, no bairro Vinhais, foram apreendidas notas de pagamento de combustível e de manutenção de ambulâncias, planilhas, cartões de abastecimento e vários processos administrativos relacionados a licitações de serviços da saúde municipal.
Mesmo com as provas que apontam o ex-superintendente de Administração e Finanças do Samu como dono da empresa Rimax; e que demonstram irregularidades no uso da verba federal, a PF deixou claro que, por enquanto, nenhuma pessoa listada na investigação foi presa, e que o resultado da apreensão será formalizado em inquérito instaurado à sede da Superintendência da PF no Maranhão, no bairro Cohama. "O que podemos adiantar é que esses documentos não deveriam estar ali, mas no órgão público", concluiu o delegado-executivo da PF.

Comentários

Anônimo disse…
O que eu vi aqui em Rosario foi a distribuição escandalosa de gasolina para carros de eleitores e cabos eleitorais feita nos postos da família da prefeita eleita Irlhair.

Postagens mais visitadas deste blog

Criança morre após negligência médica em Axixá

Uma  criança de   1 ano onze meses perdeu a vida na cidade de Axixá, após negligência médica a mãe Valeria Silva se deslocou até o hospital e Maternidade em Axixá nesta segunda-feira (19),   na busca de atendimento médico para seu filho que se chama Dierlison Ryan, a mãe estava desesperada quando chegou no hospital na hora ser atendida o médico de plantão olhou para criança e alegou que a criança estava era só com sono e para mãe não se preocupa, sendo que a criança estava chorando e mãe falou para o médico que seu filho estava sim passado mal mais médico voltou a dizer que era só sono uma omissão de socorro por parte do médico da cidade.
A mãe não foi atendida no hospital onde o profissional da saúde ser quer examinou a criança para ver se tinha algo a mãe acabou voltando para casa sem atendimento médico, com o seu filho quando chegou em sua casa a  criança não resistiu veio a óbito,  morrendo na casa em plena cama da mãe.

A prefeita de Axixá Sônia vem fazendo uma péssima gestão e se q…

MP notificou a prefeita Irlahi e Calvet Filho por campanhas irregulares e crimes eleitorais; Irlahi ainda responde por Showmício

Rosário-MA: Dois candidatos a prefeitos de Rosário foram notificados na Justiiça Eleitoral pelo Ministério Público, devido a irregularidade em suas campanhas e até crimes eleitorais.  As notificações foram assinadas pela juíza eleitoral Karine Lopes de Castro da 18ª Zona Eleitoral-MA.

Contra Irlahi Moraes (PMDB) pesa a representação Nº 795-46.2016.6.10.0094 e contra Calvet Filho (PSDB) a N° 746-31.2016.10.6.10.0094. É importante ressaltar que eles podem recorrer, mas por se tratar de ações ingressadas pelo próprio MP é bem possível que sejam punidos. Nos bastidores políticos já é esperado que ambas campanhas recebam multas pesadas.


Irlahi Moraes desde a sua convenção tem atropelado todos os protocolos eleitorais, por exemplo: realizando caminhada no dia da sua convenção pelas ruas da cidade a distâncias superiores a 100 metros do local do evento. Já Calvet Filho ates mesmo da eleição já fazia propaganda irregular desafiando a Justiça Eleitoral com comícios, carros adesivados com propaga…

Empresária morre após ser baleada durante assalto e populares pedem justiça e querem invadir a delegacia de Rosário e linchar os assassinos.

Empresária Adilce Silva  dona da academia Espaço Fitness  morreu após ser baleada durante um assalto na noite   deste domingo (21) .   De acordo com informações a vítima estava na padaria da família que fica localizada na rua Benedito Leite no centro de Rosário, quando foi abordada pelos dois criminosos que são menores de idade. Segundo informações Adilce  e familiares entregaram os celulares e os pertences mais mesmo assim um dos criminosos atirou na empresária um absurdo um ato de crueldade com uma pessoa de bem um dos criminoso chegaram aponta a arma para uma criança de 4 anos sendo que a criança neto de Adilce .
A empresaria foi levada ao hospital SESP mais não resistiu Adilce Silva era casada com Zondeck Anceles que é irmão do gestor da regional da saúde de Rosário Willame Anceles. a empresaria Adilce é um símbolo do mundo fitness e na cidade e região.
Os bandidos foram presos e a população cercou a delegacia e  a população esta revoltada e pedindo justiça.
A violência to…