Pular para o conteúdo principal

ACORDA ROSÁRIO!



O que se pretende com a campanha que estamos realizando intitulada “Acorda Rosário”. É trazer a tona fatos de bases legais, sonegados a participação popular de um povo que só é convocado no período eleitoral para balançar bandeiras e caminhar pelas ruas impulsionando campanhas partidárias. 

Estamos convocando as lideranças educacionais, dirigentes de estabelecimentos de ensino, profissionais da educação, funcionários públicos, lideranças religiosas, políticas, comunitárias, sindicais e a sociedade em geral, a quem este  assunto interessar. 

Já por alguns anos temos nos dedicado e o fazemos sempre no primeiro ano de mandato de prefeitos. Eu insisto que é preciso fazer a parte mais importante do processo que é dizer para o prefeito ou prefeita o que deve fazer com o nosso dinheiro. Assim, estaremos contribuindo com  o processo municipalizado e exercitando a nossa cidadania.

Não estou convocando a população para pedir para prefeito ou prefeita quem quer que seja o titular e sim, para cumprirmos com o nosso dever legal e moral e, esse processo tem um nome: chama-se participação da comunidade no PPA – Plano Plurianual, tem bases legais está fincada na Constituição Federal.
 Ver:
ONDE ENCONTRAR:
Lei previstas nos artigos 165, l,  §1º e 167, § 1º da Constituição Federal e artigo 35, § 2º da ADCT,, também no artigo 17 da Lei de Responsabilidade Fiscal. 

O QUE É  PLANO PLURIANUAL – PPA
É a Lei que o Prefeito elabora e envia até 31 de agosto para a Câmara de Vereadores onde são previstos obrigatoriamente investimentos que ultrapassem um ano e estabelece, para o período de 4 anos, as diretrizes, os objetivos e as metas da Administração Pública Municipal, para despesas relativas aos  programas de duração continuada e aos principais programas sociais previstos para serem realizados ao longo do mandato que se inicia. É também chamado de Plano Plurianual de Ação Governamental. 

1.     COMO COMEÇA O PROCESSO ORÇAMENTÁRIO
As metas de aplicação dos recursos públicos são apresentadas inicialmente nas campanhas eleitorais pelos candidatos a Prefeito quando estes elaboram os seus “Programas de Governo”. Após a eleição deve o cidadão acompanhar a prática do processo orçamentário do Prefeito eleito, pois todas as ações do Governo, ou seja, a gestão municipal terá como base o que estará no Plano Plurianual, na Lei de Diretrizes Orçamentárias, na Lei do Orçamento Anual, e na Prestação de Contas da Prefeitura.

Presidência da República
Casa CivilSubchefia para Assuntos Jurídicos
Institui o Plano Plurianual da União para o período de 2012 a 2015.
A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: 
CAPÍTULO I
DO PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAL E DO PLANO PLURIANUAL 
Art. 1o Esta Lei institui o Plano Plurianual da União para o período de 2012 a 2015 - PPA 2012-2015, em cumprimento ao disposto no § 1o do art. 165 da Constituição Federal.
Art. 2o O planejamento governamental é a atividade que, a partir de diagnósticos e estudos prospectivos, orienta as escolhas de políticas públicas.
Art. 3o O PPA 2012-2015 é instrumento de planejamento governamental que define diretrizes, objetivos e metas com o propósito de viabilizar a implementação e a gestão das políticas públicas, orientar a definição de prioridades e auxiliar na promoção do desenvolvimento sustentável.
Art. 4o O PPA 2012-2015 terá como diretrizes:
I - a garantia dos direitos humanos com redução das desigualdades sociais, regionais, étnico-raciais e de gênero;
II - a ampliação da participação social;
III - a promoção da sustentabilidade ambiental;
IV - a valorização da diversidade cultural e da identidade nacional;
V - a excelência na gestão para garantir o provimento de bens e serviços à sociedade;
VI - a garantia da soberania nacional;
VII - o aumento da eficiência dos gastos públicos;
VIII - o crescimento econômico sustentável; e
IX - o estímulo e a valorização da educação, da ciência e da tecnologia.

O passo a passo da Elaboração do PPA para municípios:
- art.167, §1º, onde se veda o início de investimento cuja execução ultrapasse
um exercício financeiro, sem que tenha sido incluído no PPA ou previsto
em lei específica;
1
- Art.35 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, que trata da
regionalização das aplicações.
2
I.3. Objetivos
Os principais objetivos do PPA são:
- Definir, com clareza, as metas e prioridades da administração bem como
os resultados esperados;
- organizar, em Programas, as ações de que resulte oferta de bens ou
serviços que atendam demandas da sociedade;
- estabelecer a necessária relação entre os Programas a serem
desenvolvidos e a orientação estratégica de governo;
- nortear a alocação de recursos nos orçamentos anuais, compatível com
as metas e recursos do Plano;
- facilitar o gerenciamento das ações do governo, atribuindo responsabilidade
pelo monitoramento destas ações e pelos resultados obtidos;
- integrar ações desenvolvidas pela União, Estado e governo local;
- estimular parcerias com entidades privadas, na busca de fontes alternativas
para o financiamento dos programas;
- explicitar, quando couber, a distribuição regional das metas e gastos do
governo;
- dar transparência à aplicação de recursos e aos resultados obtidos.
1
A Lei nº 4320, de 1964, em seus artigos 23 a 26 estabelece normas sobre "Previsões.
Plurianuais". Elas seriam objeto de um Quadro de Recursos e de Aplicações de Capital
para, no mínimo um triênio, aprovado por decreto de Executivo. É neste artigo 23 que
aparecem as primeiras normas sobre planejamento de longo prazo.
2
Os municípios de maior porte, cujo zoneamento urbano está definido em lei, poderão
planejar de forma regionalizada. O que se deve ter claro é que, ao planejamento, segue-
se sua execução. De nada vale apresentar planos regionalizados se não se desenvolver
metodologia compatível para executar o gasto orçamentário.
A Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento (SEPLAN) iniciou o processo de elaboração da avaliação do Plano Plurianual (PPA) 2012-2015, para o exercício 2012 a ser encaminhado à Assembleia Legislativa até 31 de março em cumprimento ao que estabelece o Art. 12 da Lei 9.553 que instituiu o PPA.

 A reunião de trabalho aconteceu na última terça-feira (19/02) e contou com a participação das equipes de planejamento e orçamento dos 17 órgãos e 21 entidades vinculadas do Poder Executivo que programaram os 45 programas finalísticos  da avaliação.

A abertura aconteceu às 9:30h no Auditório do Palácio Henrique de La Roque realizada pelo Superintendente de Gestão de Planos e de Orçamentos da SEPLAN, Dr. Marco Aurélio de Sousa Martins representando o titular da pasta, Dr. João Bernardo Bringel e a Secretaria Adjunta, em exercício, Dra. Graça Ximenes.

 O objetivo da reunião foi de apresentar aos técnicos a metodologia para elaboração da avaliação dos programas finalísticos. Durante a apresentação o Superintendente Marco Aurélio ressaltou que “a avaliação se dará em três etapas, sendo a primeira sob a forma de auto avaliação pelos órgãos e entidades vinculadas voltadas para a concepção, implementação e resultados obtidos em 2012”.

A segunda etapa a ser realizada pela SEPLAN diz respeito ao desempenho dos programas à luz dos princípios da eficiência,  eficácia e efetividade, visando aferir  os impactos dos resultados sobre os beneficiários, além de uma análise crítica da primeira etapa e as recomendações de ações corretivas se forem necessárias.
 Por fim, a etapa de avaliação do Plano que refletirá estatisticamente os grandes números do PPA no exercício de 2012, a fim de possibilitar o balanço anual do Plano à sociedade maranhense.

Após a apresentação do roteiro de orientações metodológicas foram tiradas todas as dúvidas dos técnicos e definido o prazo de entrega do relatório da primeira etapa dos órgãos para a SEPLAN:  até o próximo dia 04 de março.  Já as etapas da avaliação de responsabilidade da SEPLAN ocorrerão até o dia 15 de março para que o Relatório Final seja encaminhado à Assembleia Legislativa no dia 31 do mesmo mês.

Diante o exposto  e, considerando que, o único prefeito que já convocou o PPA – Plano Plurianual tenha sido Dr. Ivaldo. E, sabendo tratar-se de um dispositivo constitucional desrespeitado neste município. E, conhecedor  do que existe encravado no PPA – Plano Plurianual da Secretaria de Estado da Saúde em que ao longo dos anos tenho me dedicado a acompanhar. E cumprindo  com o dever  de agente público somado ao dever cidadão,  de,  por meio de panfletos didáticos,  distribuídos para as liderança  anteriormente somados a programas de Radio  Rosário FM levado ao ar aos domingos uma contribuição do apresentador Euvaldo de Jesus Pereira a quem agradecemos pela sua relevante contribuição. 

E considerando este momento oportuno para  alertar as forças vivas da sociedade civil organizada. Estamos mobilizando e conclamando a que possa empenhar-se nesse momento para fazer constar  os anseios, as aspirações populares,  na Lei de Diretrizes Orçamentárias. E, que não seja apenas constar possa acompanhar a aplicação das nossas aspirações que são as políticas sociais de quem tanto carecemos.

Razão pela qual, tomamos a iniciativa de relacionar os quatro eixos e/ou políticas contidas no Planejamento Estadual para ser implantadas nos municípios por Regiões. Trata-se  de  Determinação do Ministério da Saúde e é de   extrema necessidade a Regionalização conforme o Decreto 7.508/06/2011, instituiu  a Comissão Intergestores Regionais – CIR , está discutindo as políticas a serem implantadas e Regionalizadas.
Políticas de Estado: REDE CEGONHA, REDE DE ATENÇÃO ÀS URGÊNCIAS, REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL E REDE DE ATENÇÃO AO  CÂNCER DE COLO DE ÚTERO E MAMA.
OBSERVAÇÃO:.  Nesta Reginaldo de Rosário, no que tange a rede física  da Saúde e programas encontra-se em situação inferior aos municípios mais pobres e com menor adensamento demográfico. E, eu responsabilizo a perversidades dos gestores mor filhos destemunicípio de Rosário MA, colocarem nas mãos de pessoas inexperientes serventuárias de sistemas perversos e criminosos em detrimento  aos seus munícipes, que  são utilizados apenas para o pleito eleitoral!  
Rosário, MA - 19 de março de 2013.
Reinaldo Cantanhêde Lima - funcionário público, sindicalista, autodidata, educador alternativo e mobilizador social – Blogwww.reinaldocantanhede.blogspot.com  E-mail: reinaldo.lima01@oi.com.br
APOIO:  SINTESEP/MA – Sindicato dos Trabalhadores  no Serviço Público do Estado do Maranhão filiado a   CUT

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MP notificou a prefeita Irlahi e Calvet Filho por campanhas irregulares e crimes eleitorais; Irlahi ainda responde por Showmício

Rosário-MA: Dois candidatos a prefeitos de Rosário foram notificados na Justiiça Eleitoral pelo Ministério Público, devido a irregularidade em suas campanhas e até crimes eleitorais.  As notificações foram assinadas pela juíza eleitoral Karine Lopes de Castro da 18ª Zona Eleitoral-MA.

Contra Irlahi Moraes (PMDB) pesa a representação Nº 795-46.2016.6.10.0094 e contra Calvet Filho (PSDB) a N° 746-31.2016.10.6.10.0094. É importante ressaltar que eles podem recorrer, mas por se tratar de ações ingressadas pelo próprio MP é bem possível que sejam punidos. Nos bastidores políticos já é esperado que ambas campanhas recebam multas pesadas.


Irlahi Moraes desde a sua convenção tem atropelado todos os protocolos eleitorais, por exemplo: realizando caminhada no dia da sua convenção pelas ruas da cidade a distâncias superiores a 100 metros do local do evento. Já Calvet Filho ates mesmo da eleição já fazia propaganda irregular desafiando a Justiça Eleitoral com comícios, carros adesivados com propaga…

Rosário:IRLAHI Moraes a nova prefeita ostentação do MA

O retrato verdadeiro do contraste social acontece no município de Rosário, de um lado o descaso e o desprezo com a população. E do outro lado, muita ostentação e curtição. Quem conhece a cidade de Rosário pode sentir na pele a falta de compromisso da atual gestão, comandada pela prefeita de Rosário Irlahi Moraes, com a precariedade da saúde, a falta de infraestrutura nos bairros da cidade  e nos povoados, as estradas na zona rural sem manutenção, falta de água em muitos povoados sem falar da água suja sem qualidade nos povoados.


Como se não bastasse todo esse caos e em plena crise administrativa que passa Rosário mostra que tem bastante dinheiro em caixa, pelo menos pra ostentar. A prefeita Irlahi Moraes foi flagrado  ostentando na companhia do Namorado o ex-deputado estadual Pedro Vasconcelos e família, numa  luxuosa Lancha no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses com toda a família. O brasil desabando, o município sem dinheiro para pagar os fornecedores a saúde um caos, Irlahi viaj…

Criança morre após negligência médica em Axixá

Uma  criança de   1 ano onze meses perdeu a vida na cidade de Axixá, após negligência médica a mãe Valeria Silva se deslocou até o hospital e Maternidade em Axixá nesta segunda-feira (19),   na busca de atendimento médico para seu filho que se chama Dierlison Ryan, a mãe estava desesperada quando chegou no hospital na hora ser atendida o médico de plantão olhou para criança e alegou que a criança estava era só com sono e para mãe não se preocupa, sendo que a criança estava chorando e mãe falou para o médico que seu filho estava sim passado mal mais médico voltou a dizer que era só sono uma omissão de socorro por parte do médico da cidade.
A mãe não foi atendida no hospital onde o profissional da saúde ser quer examinou a criança para ver se tinha algo a mãe acabou voltando para casa sem atendimento médico, com o seu filho quando chegou em sua casa a  criança não resistiu veio a óbito,  morrendo na casa em plena cama da mãe.

A prefeita de Axixá Sônia vem fazendo uma péssima gestão e se q…