Pular para o conteúdo principal

Conselho de Ética da Câmara de Rosário investiga vereador por suposta quebra de decoro.

Vereador Nazareno (PTdoB)
Na sessão de ontem (04), a Comissão de Ética da Câmara municipal encaminhou ofício à mesa diretora da casa, comunicando a abertura de processo legislativo contra o vereador Nazareno (PTdoB), por suposta quebra de decoro parlamentar, o que poderá cassar o mandato de Nazareno, caso o pleno decida pelo tal.
O presidente da comissão de ética, vereador Jardson Frazão (PP), quer saber de qual parlamentar o vereador Nazareno se referiu, quando desferiu as palavras na sessão do dia (25), dizendo “que não havia se elegido com ajuda de traficante e não distribuiu materiais de construção em troca de votos”. Segundo o vereador Jardson Frazão, presidente da comissão de ética, o parlamentar trabalhista brasileiro colocou toda a câmara em cheque, ou em situação vexatória diante de dezenas de pessoas da sociedade que acompanhavam a sessão naquele dia, ao não revelar de quem estava se referindo na tribuna.
Jardson lembrou que antes de ser vereador, Nazareno idealizava várias polêmicas contra prefeitos passados, e que por ser um simples cidadão comum, não havia punições para o mesmo. Agora é diferente! Por ser vereador eleito pelo povo, Nazareno deve ter cautela no que vai falar na tribuna, e por não revelar de quem estava se referindo, responderá tal processo interno”. Disse o presidente da comissão.
Segundo o regimento interno da casa, o investigado, que no caso é o vereador Nazareno (PTdoB), deverá responder às denúncias à comissão de ética da câmara, e para isso, terá o prazo de 15 (quinze) dias para apresentar sua defesa ou justificativa e se livrar dessa bronca.
O vereador Nazareno respondeu no grande expediente que não tem medo do que pode acontecer, e completou dizendo, que na próxima sessão irá revelar alguns processos por desvio de dinheiro público, onde segundo ele, tem vereador envolvido.
Nazareno deve passar pelo “crivo” da comissão de ética, que é composta pelo Presidente Jardson Frazão (PP), Relator Magno Nazar (PRP) e Membro Sandro Marinho (PSD).
A qualquer momento mais informações.

Comentários

Anônimo disse…
Isso é pra vc aprender. Antes de desferir seu veneno achando q nada vai acontecer, pois agora vc é uma homem publico e tem teto de vidro q pode quebra a qualquer momento.... Vai pagar tudo o q vc fez para os outros!!!!
Aguarde e verais.....
Anônimo disse…
Isso é pra vc aprender. Antes de desferir seu veneno achando q nada vai acontecer, pois agora vc é uma homem publico e tem teto de vidro q pode quebra a qualquer momento.... Vai pagar tudo o q vc fez para os outros!!!!
Aguarde e verais.....
Ellison Santos disse…
Esse vereador aí é outro escroto, vagabundo, tem qui ser caçado é logo pra parar de falar merda.
Anônimo disse…
é pra falar de traficante. então vamos lá. Jardison larga de falar desse vereador, pois eu mesmo ganhei material de construção da tua mão, e tenho como provar isso. então fica calado senao eu coloco nota tua me dando esse material
Anônimo disse…
quem é vc Jardson pra falar de ética. Vc sta é zangado por que ainda não quizeram te comprar. Na verdade vcs são todos os LADOES E VAGABUNDOS

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Prefeita de Rosário compra caixões para enterrar toda a população da cidade

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes, não  investe na saúde da cidade onde no hospital SESP não tem uma agulha e agora a gestora  pretende  enterrar toda população da cidade literalmente lançando um mau agouro aos Rosariense.
De acordo como mostra o contrato  a prefeita Irlahi, determinou a compra de mais de R$ 280 mil em caixões para defunto,  com a fornecedora Deusimar R. Ferreira, nome de fantasia Pax Nossa Senhora do Rosário. O caso deve gera polêmica e revolta onde a prefeita Irlahi pretende enterrar toda a população como mostra o contrato com a fornecedora.
O caso é parecido com o da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, que ficou famosa com o título de prefeita ostentação. Lidiane foi condenada por gastar R$ 130 mil em urnas funerárias… Veja o contrato abaixo: