Pular para o conteúdo principal

Eles não sabem governar

Os Sarney governam o Maranhão há mais de 18 mil dias. É tempo demais. É tanto tempo que daria até para fazer alguma coisa, se assim o quisessem. Como de alguma forma ajudar São Luís, em vez de atrapalhar as administrações da cidade.
 
Não tiveram disposição, por exemplo, para combater o analfabetismo no Maranhão, e, muito especialmente, o analfabetismo funcional. Mas conseguiram instalar aqui o pior Sistema Estadual de Educação do país.
 
Eles governaram nos tempos da ditadura e estão agora governando a Agiotagem. Eram governantes quando ganhamos o título de campeões de mortalidade infantil, de campeões de corrupção, processos por improbidade e assaltos aos recursos da merenda escolar. Os Sarney governam há tanto tempo que esqueceram o que é governar. Eram governantes quando a falta de estradas inviabilizou o escoamento da produção e eram também quando a maioria das pontes caiu e cidades inteiras ficaram isoladas. Governaram a Indústria da Seca e o Distrito Industrial das Enchentes no Maranhão.
 
Lemos agora que dizem cobras e lagartos dos 120 dias da administração Holanda Júnior em São Luís. Fizeram o mesmo com Jackson Lago, o mesmo com Tadeu Palácio, o mesmo com João Castelo, com todo mundo que lhes fez oposição, através da imprensa que… também governam. Eles já governaram tanto que cansaram, e só o que sabem agora é vigiar as administrações alheias. Eles eram governantes quando nos tornamos o estado mais pobre da Federação, quando a pistolagem tomou conta do estado, quando a grilagem se apropriou das terras do Maranhão.
 
Eles governaram e ainda governam crianças sem escolas, lavradores expulsos de suas terras, juventudes sem futuro. Eram governantes quando o aeroporto caiu, as BRsdesminlinguiram e as MAs desapareceram na fumaça da preguiça governamental. Eles governam, ainda hoje, uma estatística de horror nos índices de criminalidade e homicídios de São Luís. Parecem sócios de tudo ou, como já sabe o povo, gostam de misturar o público com o privado.
 
Eles governam gente que vive com meio salário mínimo e governam também o pior Produto Interno Bruto per capta do Brasil. Eles governam muito. Governam o maior índice de desemprego, governam a maior concentração de pessoas em condições de extrema pobreza e mais os que estão abaixo da linha da miséria.
 
Eles governam a pior rede de saneamento básico do mundo e deve ser também por isso que, 18 mil dias depois, tanto falam mal do jeito de governar do novo prefeito de São Luís. De apenas 120 dias de administração. Porque até hoje não sabem governar, só sabem pedir empréstimos. E tiveram todo tempo do mundo para aprender. Com apenas 120 dias de administração, Edivaldo Holanda Júnior já começa a assustar os 18 mil dias do grupo Sarney, que se não aprendeu a governar até agora não vai aprender nunca mais.
 
Editorial do JP

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Criança morre após negligência médica em Axixá

Uma  criança de   1 ano onze meses perdeu a vida na cidade de Axixá, após negligência médica a mãe Valeria Silva se deslocou até o hospital e Maternidade em Axixá nesta segunda-feira (19),   na busca de atendimento médico para seu filho que se chama Dierlison Ryan, a mãe estava desesperada quando chegou no hospital na hora ser atendida o médico de plantão olhou para criança e alegou que a criança estava era só com sono e para mãe não se preocupa, sendo que a criança estava chorando e mãe falou para o médico que seu filho estava sim passado mal mais médico voltou a dizer que era só sono uma omissão de socorro por parte do médico da cidade.
A mãe não foi atendida no hospital onde o profissional da saúde ser quer examinou a criança para ver se tinha algo a mãe acabou voltando para casa sem atendimento médico, com o seu filho quando chegou em sua casa a  criança não resistiu veio a óbito,  morrendo na casa em plena cama da mãe.

A prefeita de Axixá Sônia vem fazendo uma péssima gestão e se q…