Pular para o conteúdo principal

Sandro Marinho denuncia suposto “favorecimento” de empresa em licitações da Prefeitura de Rosário

Na sessão da última segunda-feira (06) da câmara municipal de Rosário, o vereador Sandro Marinho (PSD), denunciou um possível favorecimento da empresa A. Célia F. de Vasconcelos-ME, nas licitações da prefeitura de Rosário.

Segundo cópias dos extratos do contrato de n° 04, 05, 026 e 027/2013/SMC, publicados no Diário Oficial do Maranhão, onde mostra a empresa acima mencionada, sendo contemplada com quatro contratos de prestação de serviços entre os meses de fevereiro e abril deste ano, para a prefeitura rosariense.
 
O vereador Sandro denunciou o fato em tribuna, e disse que é muito estranho uma empresa que detém o nome de Vasconcelos (A. Célia F. de Vasconcelos-ME, CNPJ: 06.901.008/0001-05) tenha sido agraciada em pelo menos quatro licitações de uma prefeitura, da qual a gestora tenha ligações com o ex-deputado Pedro Vasconcelos que, segundo informações, costuma andar pela cidade.
 
O Diário Oficial do Estado publicado em 08/02/2013 mostra que a empresa citada pelo parlamentar, fora contratada no período do carnaval 2013, de acordo com a carta convite n°04 e 05/2013/CPL, com objetivo de contratar serviços de locação de palco, equipamento de som e iluminação, no valor de R$ 75.127,00 (setenta e cinco mil e cento e vinte e sete reais) e serviços de inclusão de trios elétricos e bandas no valor de R$ 77. 258,00 (setenta e sete mil e duzentos e cinquenta e oito reais).
 
Outro suposto contrato teria acontecido no período do aniversário de 99 anos de emancipação política da cidade de Rosário, onde a carta convite n° 040 e 041/2013/CPL, faz a mesma contratação de palco, equipamentos de som e iluminação, no valor de R$ 77.760,00 (setenta e sete mil e setecentos de sessenta reais), e outro de contratação de bandas no valor de R$ 78.627,00 (setenta e oito mil, seiscentos e vinte e sete reais), outra vez, a mesma empresa prestando serviços. Detalhe: Apesar de ser o mesmo tipo de prestação de serviços com objetivos iguais, observa-se que os valores obtiveram um pequeno acréscimo, em menos de dois meses.
 
O Líder do governo na câmara, vereador Pedrosa Necó (PSB), rebateu as denúncias do vereador Sandro, dizendo que é legítimo uma empresa participar de uma licitação, ganhar e prestar o serviço pela qual ganhou. Não é interessante colocar sob suspeição a administração pública, por causa do sobrenome Vasconcelos. Necó disse ainda, que existem várias famílias que detém esse sobrenome, porém não são parentes.
 
 
Vejam abaixo as cópias do Diário Oficial do Estado:
 
 



Por Bacabeira em Foco

Comentários

Anônimo disse…
isso é uma pilantragem já começou roubo.

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Prefeita de Rosário compra caixões para enterrar toda a população da cidade

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes, não  investe na saúde da cidade onde no hospital SESP não tem uma agulha e agora a gestora  pretende  enterrar toda população da cidade literalmente lançando um mau agouro aos Rosariense.
De acordo como mostra o contrato  a prefeita Irlahi, determinou a compra de mais de R$ 280 mil em caixões para defunto,  com a fornecedora Deusimar R. Ferreira, nome de fantasia Pax Nossa Senhora do Rosário. O caso deve gera polêmica e revolta onde a prefeita Irlahi pretende enterrar toda a população como mostra o contrato com a fornecedora.
O caso é parecido com o da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, que ficou famosa com o título de prefeita ostentação. Lidiane foi condenada por gastar R$ 130 mil em urnas funerárias… Veja o contrato abaixo: