Pular para o conteúdo principal

Sétimo Waquim dorme no plenário da Câmara durante a votação da MP dos Portos

Sétimo Waquim (canto esquerdo) é flagrado cochilando na sessão. Foto: Dida Sampaio / Estadão

Em 2008, durante discurso da presidente Dilma Rousseff (PT) na Câmara, o deputado federal maranhense, professor Sétimo Waquim (PMDB), não resistiu ao conforto de sua poltrona e tirou um cochilo em pleno plenário.
Na manhã dessa quinta-feira (16), com a justificativa de cansaço por causa da idade, depois de ‘participar’ de quase todas, das 41 horas de votação, em duas jornadas que varam as madrugadas pela aprovação da Medica Provisória dos Portos, Sétimo Waquim voltou a ser flagrado dormindo no plenário na Câmara dos Deputados, em plena discussão da matéria.
O deputado chegou a acordar antes da votação terminar, mas apenas para continuar o cochilo no cafezinho da Casa. Sonolento, Sétimo acreditava que a votação havia acabado, mas restava ainda a apreciação da redação final do texto.
Com a presença dos deputados que não dormiram no plenário, o novo texto da MP dos Portos foi aprovado na Câmara e seguiu para o Senado, onde a votação foi muito mais rápida, não passando de nove horas.

O texto aprovado prevê, entre outras coisas, a abertura de 159 terminais portuários para a iniciativa privada a partir do fim do ano. As autorizações serão dadas por chamada pública e não mais por licitação. Assim, o governo pretende agilizar a contratação das empresas que ficarão responsáveis pelos terminais.
A MP dos Portos segue agora para sanção da presidente Dilma Rousseff (PT), que tem 15 dias úteis para aprovar ou para vetar, integral ou parcialmente, o que foi decidido pelo Congresso.
Diante das imagens que vazaram na internet, dando conta de que não somente o deputado maranhense dormiu no ponto, internautas questionaram: ‘já imaginou professores, pedagogos e demais profissionais da educação dormindo em ambiente de trabalho depois de uma longa jornada de trabalho?.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Prefeita de Rosário compra caixões para enterrar toda a população da cidade

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes, não  investe na saúde da cidade onde no hospital SESP não tem uma agulha e agora a gestora  pretende  enterrar toda população da cidade literalmente lançando um mau agouro aos Rosariense.
De acordo como mostra o contrato  a prefeita Irlahi, determinou a compra de mais de R$ 280 mil em caixões para defunto,  com a fornecedora Deusimar R. Ferreira, nome de fantasia Pax Nossa Senhora do Rosário. O caso deve gera polêmica e revolta onde a prefeita Irlahi pretende enterrar toda a população como mostra o contrato com a fornecedora.
O caso é parecido com o da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, que ficou famosa com o título de prefeita ostentação. Lidiane foi condenada por gastar R$ 130 mil em urnas funerárias… Veja o contrato abaixo: