Pular para o conteúdo principal

“A única coisa boa do Maranhão é Pedrinhas”, diz deputado em Brasília

Bolsonaro:”A única coisa boa do Maranhão é o presídio de Pedrinhas. É só você não estuprar, não sequestrar, não praticar latrocínio que tu não vai para lá. Vai dar vida boa para aqueles canalhas?”, questionou aos brados
A ameaça do PP em indicar Jair Bolsonaro à Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados levou um grupo de mulheres da UJS (União dos Jovens Socialistas) a promover um “beijaço” nos corredores da Casa na tarde desta terça-feira (11). Segundo elas, o ato serviu para pressionar os parlamentares a não entregarem a comissão nas mãos do deputado.
 
Conhecido pelas posições conservadoras e ataques a movimentos gays, Bolsonaro também circulava no local do protesto, perto da entrada da sala da Presidência da Casa, onde ocorria a reunião fechada de líderes dos partidos para definir a questão.
 
De forma exaltada, Bolsonaro disse, em entrevista a jornalistas, que via o presídio de Pedrinhas, onde ocorreram dezenas de mortes de presos desde o ano passado e reacendeu a discussão sobre o caos penitenciário, como “a única coisa boa do Maranhão”.
 
“A única coisa boa do Maranhão é o presídio de Pedrinhas. É só você não estuprar, não sequestrar, não praticar latrocínio que tu não vai para lá. Vai dar vida boa para aqueles canalhas?”, questionou aos brados.
 
O deputado aproveitou para sair em defesa das maiorias dizendo que o entendimento de que a associação de direitos humanos às minorias era equivocada. “Minha proposta é defender direitos da maioria e não da minoria. (…) Minoria tem que se calar, se curvar à maioria”, afirmou. “Quando eu falo em pena de morte é que uma minoria de marginais aterroriza a maioria de pessoas decentes”, falou.
 
Ele afirmou também que não pretende fazer distinção de raça para debater políticas públicas de inclusão. “Eu, caso seja presidente da comissão, serei daltônico, todos terão a mesma cor. (…) O que um negro está sofrendo agora para que a gente possa melhorar com projetos aqui? Por que um filho de nordestino deve ter menos direitos do que um afrodescendente?”
 
“Quando eu falo em pena de morte é que uma minoria de marginais aterroriza a maioria de pessoas decentes. Quando se fala em menor vagabundo, como esse que foi preso num poste no Rio de Janeiro, você tem que ter uma política para aprisionar esses caras, buscar a redução da maioridade penal e não defender esses marginais como se fossem excluídos da sociedade, são vagabundos.”
 
O deputado disse ainda que pretende defender planejamento familiar, com a redução da idade mínima dos 25 anos para os 18 anos para fazer vasectomia ou laqueadura, entre outras propostas polêmicas. “Quero buscar uma maneira de falar para a sociedade que eles foram enganados com o Estatuto do Desarmamento, só desarmou os cidadãos de bem, os marginais continuam armados”, disse.
 
De acordo com Bolsonaro, o líder do PP vai apoiar seu nome para o comando da comissão, mas a eleição que escolhe quem vai presidir o colegiado depende da ordem de escolha entre os partidos. Atualmente, a Câmara tem 21 comissões permanentes –são nesses colegiados que os projetos temáticos são analisados primeiramente. As escolhas das comissões seguem o tamanho das bancadas. O PT, maior bancada, tem direito a três comissões, por exemplo.
 
Ato contra Bolsonaro
 
O protesto da UJS contou com cinco estudantes. Elas distribuíram panfletos e promoveram o beijo gay. As estudantes que participaram o chamaram de “Mais amor, menos Bolsonaro”. Segundo elas, havia 30 manifestantes na Câmara, mas a maioria dos integrantes foi barrada pelos seguranças da Casa.
 
“Viemos dizer aos líderes dessa Casa que não permitiremos que um representante da ditadura militar e do que há de mais conservador da política brasileira assuma a comissão”, disse Maria das Neves, estudante de história da UFAM (Universidade Federal do Amazonas).
 
As jovens conversaram com as lideranças dos partidos durante reunião com o presidente da Casa, deputado Henrique Alves (PMDB-RN). “Não somos gays, não somos heterossexuais. Somos livres. Esse ano será importante para a luta dos direitos humanos e não podemos permitir que um filhote da ditadura, um racista preconceituoso, um homofóbico presida a comissão”, defendeu a estudante.
 
“Pode se beijar à vontade. A minha briga nunca foi contra os homossexuais, foi contra o material escolar, nós não podemos estimular a criança a partir dos seis anos de idade a ser homossexual como o PT vem fazendo”, afirmou o deputado em entrevista ao saber pela imprensa que o “beijaço” havia acabado de acontecer.
 

“Se o homossexual foi violentado ou maltratado, a pena deve ser a mesma de que violentar ou maltratar um heterossexual, porque agora eles vão ter superpoderes? Eles são semideuses? (…) Não é porque o cara faz sexo com o seu órgão excretor que ele tem que ser melhor do que os outros.”Bolsonaro
 
 
 
Do UOL, em Brasília  (com edição),Bruna Borges e Fernanda Calgaro 

Comentários

Anônimo disse…
concordo em numero genero e grau com jair bolsonaro por que ser humosexual tem quer ser tratado como objeto de arti por que tratar bandido com menos de 18 anos como garotinho mimado pra matar estuprar cometer latrocinio eles nao sao criancas mas para pagar por seus crimis esse vagabudos sao criancas lesbicas gays vagabundos de menor sao cheios de direitos e prptetores viva viva viva jair bolsonaro

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Criança morre após negligência médica em Axixá

Uma  criança de   1 ano onze meses perdeu a vida na cidade de Axixá, após negligência médica a mãe Valeria Silva se deslocou até o hospital e Maternidade em Axixá nesta segunda-feira (19),   na busca de atendimento médico para seu filho que se chama Dierlison Ryan, a mãe estava desesperada quando chegou no hospital na hora ser atendida o médico de plantão olhou para criança e alegou que a criança estava era só com sono e para mãe não se preocupa, sendo que a criança estava chorando e mãe falou para o médico que seu filho estava sim passado mal mais médico voltou a dizer que era só sono uma omissão de socorro por parte do médico da cidade.
A mãe não foi atendida no hospital onde o profissional da saúde ser quer examinou a criança para ver se tinha algo a mãe acabou voltando para casa sem atendimento médico, com o seu filho quando chegou em sua casa a  criança não resistiu veio a óbito,  morrendo na casa em plena cama da mãe.

A prefeita de Axixá Sônia vem fazendo uma péssima gestão e se q…