Pular para o conteúdo principal

Envolvidos em esquema de empresas fantasmas e Petrobras coordenam campanha de Edinho Lobão

‘HABLÁDORES’ Edinho escolheu beneficiados em esquema fraudulento para intermediar ‘conversas empreendedoras’ entre sua campanha e a imprensa. Foto: Agência Senado
Dois envolvidos num esquema fraudulento que desviou cerca de R$ 500 mil de um projeto de R$ 1,3 milhão firmado entre a então Fundação José Sarney – hoje Fundação da Memória Republicana Brasileira – e a Petrobras, em 2005, coordenam a campanha do senador gazeteiro sem votos, Edison Lobão Filho, o Edinho (PMDB), ao governo estadual.

Trata-te de Antônio Carlos Lima, o ‘Pipoca’, ex-secretário de Comunicação da governadora Roseana Sarney (PMDB) e atual assessor do ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, pai de Edinho; e o seu irmão, Félix Alberto Lima, dono da empresa Clara Comunicação, que fatura milhões com a Prefeitura de São Luís e deve ganhar a conta do Governo do Estado, caso Lobinho venha conseguir o prodígio de permanecer como o ungido dos Sarneys, ganhar seus primeiro voto e ser eleito em outubro próximo.

Atual7 apurou que o esquema funcionou na seguinte forma: um projeto cultural fictício foi criado para receber dinheiro da Petrobrás em forma de patrocínio. Do total de R$ 1,3 milhão repassado pela estatal para a preservação do acervo de livros, documentos e obras de arte, pelo menos R$ 500 mil foram parar em contas de empresas prestadoras de serviço com endereços fictícios em São Luís e até em uma conta paralela que nada tem a ver com o projeto. Na época, foram anexados na relação de despesas até recibos da própria Fundação José Sarney para justificar o saque de R$ 145 mil da conta aberta para movimentar o dinheiro do patrocínio, e a Petrobras era comandada por José Sérgio Gabrielli, homem de confiança do senador José Sarney (PMDB/AP), que em 2011 veio ao Maranhão lançar a pedra fundamental de um dos maiores estelionatos eleitorais planejados e executados pelo Clã, a Refinaria Premium I, no município de Bacabeira.

O envolvimento de ‘Pipoca’ se deu por meio de sua mulher, então sócia da Ação Livros e Eventos. Das 34 notas fiscais que foram emitidas pela Ação para receber o pagamento por serviços prestados ao projeto que nunca saiu do papel, 30 eram sequenciais – é como se a firma tivesse apenas a Fundação José Sarney como cliente.

Já Félix Alberto Lima teve sua participação no esquema por meio da Clara Comunicações, levando uma bolada quase duas vezes maior que a do irmão, pela divulgação do projeto cultural fictício.

Atualmente, esse tipo de divulgação continua sendo utilizada para eleger Edinho, como a usada recentemente por Roseana Sarney, ‘irmã’ do peemedebista segundo ela própria, que passou para a população maranhense, em propaganda oficial do Governo do Estado, que seu gestão é o responsável pela ampliação de um shopping na capital, o ‘São Luís’.

Atual7 apurou ainda que, além da verba despejada nas contas concorrentes da empresa da mulher de ‘Pipoca’ e da Clara Comunicação, uma parcela do dinheiro foi parar na conta da TV Mirante e duas emissoras de rádio, a Mirante AM e a Mirante FM, de propriedade do Clã Sarney, a título de veiculação de comerciais sobre o projeto que nunca saiu do papel.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Criança morre após negligência médica em Axixá

Uma  criança de   1 ano onze meses perdeu a vida na cidade de Axixá, após negligência médica a mãe Valeria Silva se deslocou até o hospital e Maternidade em Axixá nesta segunda-feira (19),   na busca de atendimento médico para seu filho que se chama Dierlison Ryan, a mãe estava desesperada quando chegou no hospital na hora ser atendida o médico de plantão olhou para criança e alegou que a criança estava era só com sono e para mãe não se preocupa, sendo que a criança estava chorando e mãe falou para o médico que seu filho estava sim passado mal mais médico voltou a dizer que era só sono uma omissão de socorro por parte do médico da cidade.
A mãe não foi atendida no hospital onde o profissional da saúde ser quer examinou a criança para ver se tinha algo a mãe acabou voltando para casa sem atendimento médico, com o seu filho quando chegou em sua casa a  criança não resistiu veio a óbito,  morrendo na casa em plena cama da mãe.

A prefeita de Axixá Sônia vem fazendo uma péssima gestão e se q…