Pular para o conteúdo principal

Agora Lascou: Lixo hospitalar é descartado irregularmente em Rosário

Os vereadores da cidade de Rosário receberam uma denúncia sobre a destinação irregular de lixo hospitalar enterrado ilegalmente em um terreno no povoado São Simão, em Rosário. A recomendação do MS e da VISA é que todo lixo hospitalar tenha uma destinação final de acordo com a lei sanitária, e não jogado em qualquer lugar e de qualquer maneira.

Após receberem a denúncia, os vereadores Magno Nazar (PRP) e Nazareno Barros (PTdoB), foram, ‘In loco’, na tarde desta segunda-feira (02), verificar se havia veracidade na denúncia. Ao chegar no local indicado por populares, os vereadores constataram o crime.

Os vereadores Luis Carlos, o Kiko (PP), Carlos do Remédio (SD) e o presidente da Câmara, vereador Agenor Brandão (PV) também participaram da operação.



Após o flagrante da irregularidade, os vereadores se reuniram com a assessoria jurídica da câmara para ver a melhor maneira de proceder com o caso. O Dr. Mozart Baldez, ao lado dos parlamentares, levou o caso ao delegado de polícia civil de Rosário, Dr. Marconi Caldas. Na delegacia, os vereadores solicitaram ao delegado abertura de um inquérito policial para investigar o crime ambiental e, consequentemente, punir o autor desse ato irresponsável.

Dr. Marconi, por sua vez, disse que tomará todas as medicas investigativas para apurar o caso e tentar descobrir o infrator, inclusive, abrindo processo de investigação criminal solicitado pelos parlamentares.

No dia 12 de janeiro deste ano, uma comissão composta pelos vereadores Agenor Brandão, Magno Nazar, Preto do Raça, Jardson Rocha, Kiko, Ademar do Sindicato, Nazareno Barros e Carlos do Remédio realizaram uma inspeção ao único hospital público da cidade de Rosário, o SESP. Durante a visita, os vereadores encontraram diversas irregularidades, e uma delas foi justamente o acumulo de lixo hospitalar jogado nas dependências externas do hospital. E pior, ao alcance de qualquer pessoa.

Há uma suspeita de que o lixo encontrado em São Simão seja o mesmo encontrado no SESP mês passado. No entanto, só a perícia técnica e as investigações poderão afirmar de onde partiu essa prática maldosa. Se após as investigações for constatado que o lixo é de responsabilidade do município, que é o que tudo indica, a prefeita Irlahi Linhares (PMDB) deverá enfrentar mais um problema no poder legislativo municipal.

Outro problema é a suspeita de existência de restos cirúrgicos enterrado no local. Um odor forte e a presença de moscas foram a causa da suspeita. Só que o SESP não está realizando cirurgias, e é aí que entra a dúvida. Como só há duas fontes que produzem esse tipo de lixo na cidade de Rosário, pois, além do hospital municipal, tem, também, a clínica particular de propriedade de Irlahi Linhares. Se por acaso ficar provado que o lixo partiu de algum desses citados acima, é a prefeita quem deverá ser responsabilizada.

Na manhã desta terça-feira (03), a denúncia dos vereadores será protocolada junto ao Ministério Público, para que, assim como a polícia investigativa, o MP também entre no caso e apure o ocorrido.

Ao ser interrogado, o presidente da Câmara de Rosário disse que dará todo apoio necessário para ajudar a encontrar o autor desse crime, que, além de ser ambiental, é, também, de saúde pública. As comissões permanentes da casa deverão encabeçar a linha de frente no parlamento. O vereador Luis Carlos (Kiko), presidente da comissão de meio ambiente da câmara, e o vereador Carlos do Remédio, presidente da comissão de saúde, devem produzir relatórios sobre o fato e entregar à mesa diretora para que tome medidas de cunho político.

Por Bacabeira em Foco

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Prefeita de Rosário compra caixões para enterrar toda a população da cidade

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes, não  investe na saúde da cidade onde no hospital SESP não tem uma agulha e agora a gestora  pretende  enterrar toda população da cidade literalmente lançando um mau agouro aos Rosariense.
De acordo como mostra o contrato  a prefeita Irlahi, determinou a compra de mais de R$ 280 mil em caixões para defunto,  com a fornecedora Deusimar R. Ferreira, nome de fantasia Pax Nossa Senhora do Rosário. O caso deve gera polêmica e revolta onde a prefeita Irlahi pretende enterrar toda a população como mostra o contrato com a fornecedora.
O caso é parecido com o da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, que ficou famosa com o título de prefeita ostentação. Lidiane foi condenada por gastar R$ 130 mil em urnas funerárias… Veja o contrato abaixo: