Pular para o conteúdo principal

Governo conclui visitações às áreas rurais da Grande Ilha

A Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF) encerrou no último sábado (7) a programação de visitas às áreas rurais dos municípios da Região Metropolitana de São Luís. A última visita foi feita na área rural de Paço do Lumiar. As visitas aos projetos agrícolas fazem parte da construçãodo plano de desenvolvimento da agricultura familiar da Grande Ilha.

Com a conclusão da etapa de avaliação das áreas agrícolas, o plano de ações começa a ser formatado, nesta semana, pela comissão composta por representantes da SAF, de São Luís, Raposa, São José de Ribamar e Paço do Lumiar.

“Fizemos visitas aos três municípios, conhecemos os problemas enfrentados pelos agricultores e os pontos positivos dos projetos em andamento. Agora é hora de definir o que será colocado em prática para incentivar o setor, criando condições para melhorar a produção dos alimentos”, explicou o secretário de Estado de Agricultura Familiar, Adelmo Soares.

Em Paço do Lumiar, o secretário e sua equipe conheceu o minhocário construído pela prefeitura da cidade, na comunidade Cumbique, para a produção de húmus, resíduo resultante da decomposição orgânica, cujo processo é auxiliado pela minhoca, que além de ajudar a decompor, faz a limpeza do resíduo, deixando-o pronto para o uso.

“Altamente rico de nutrientes, o húmus é utilizado para a produção das mudas. Já estamos transferindo essa técnica para comunidades de Pau Deitado e de Iguaíba, substituindo o uso de adubos químicos, que causam desequilíbrio no solo. Damos as minhocas para cada agricultor fazer sua produção de húmus”, explicou o agrônomo Alonso Chagas, responsável pelo projeto.

Outra experiência interessante que funciona em Paço do Lumiar é o projeto Hort Canaã, no Polo Agrícola da Vila Residencial Nova Canaã, um assentamento particular de agricultores que foram remanejados de suas áreas em função de projetos de mineração no Maranhão. Eles trabalham com culturas agroecológicas, que é o cultivo compartilhado de espécies diferentes em um mesmo espaço, como o maracujá e as hortaliças.

No polo, está em andamento a construção de uma casa de farinha para beneficiar a mandioca produzida na área; uma central de higienização de produtos e o escritório para a produção de Selos de Inspeção Municipal (SIM), ações da prefeitura para melhorar os produtos finais dos agricultores, tornando-os comercializáveis.

“São experiências boas que podemos replicar, levar para os outros municípios. O objetivo é esse, conhecer e aplicar as ações que dão certo em outras áreas e assim desenvolver a agricultura familiar do Maranhão, ajudando na melhoria das condições de vida do homem do campo, o que é uma das prioridades do governador Flávio Dino”, concluiu Adelmo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Prefeita de Rosário compra caixões para enterrar toda a população da cidade

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes, não  investe na saúde da cidade onde no hospital SESP não tem uma agulha e agora a gestora  pretende  enterrar toda população da cidade literalmente lançando um mau agouro aos Rosariense.
De acordo como mostra o contrato  a prefeita Irlahi, determinou a compra de mais de R$ 280 mil em caixões para defunto,  com a fornecedora Deusimar R. Ferreira, nome de fantasia Pax Nossa Senhora do Rosário. O caso deve gera polêmica e revolta onde a prefeita Irlahi pretende enterrar toda a população como mostra o contrato com a fornecedora.
O caso é parecido com o da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, que ficou famosa com o título de prefeita ostentação. Lidiane foi condenada por gastar R$ 130 mil em urnas funerárias… Veja o contrato abaixo: