Pular para o conteúdo principal

Julgamento do processo que livrou Alan da cassação poderá ser anulado.

A luta pelo poder é uma luta onde o vencedor nem sempre é aquele que legitimamente ali está.  É cediço que numa eleição, a guerra pelo poder vai a extremos. Um grupo dominante impõe a preço de areia, pedra, tijolo e cimento e, a tantos outros mecanismos de  convencimento que, o seu candidato é o "melhor" candidato. Mesmo sabendo que este candidato sabia que não era.
Nas eleições de 2012, em Bacabeira, o grupo do ex-prefeito Venancinho que, um dia já foi exatamente o mesmo grupo do ex-prefeito Calvet, apoia hoje Alan.  É o jogo do poder. É a viúva de ocasião. Naquele ano de eleição, o modus operandi de ganhar a eleição foi a coisa mais escrachada, mais escancarada, mais cínica possível. Era visível a moeda de troca. Em cada porta, um kit construção encostava. Tijolos, areia e cimento.
A coligação "Bacabeira união de todos nós", entrou com uma ação por captação ilícita de sufrágio(compra de votos), buscando a procedência com a impugnação de mandato eletivo. Mas como aqui no Maranhão nem sempre o mesmo pau que serve pra quebrar a cara de "Francisco", serve pra "Chico". Alan escapou da cassação, mesmo diante das mais absurdas e claras evidências, no dia 12 de março último. 
No entanto, como de fato não há crime perfeito, o julgamento poderá ser anulado. E Alan novamente deverá conviver com o fantasma da cassação do seu mandato.
Entenda.
No dia do julgamento, ou seja, dia 12 de Março, dia em que o julgamento fora concluído, o Desembargador relator Antonio Guerreiro, negou provimento ao recurso e o Desembargador Clodomir Sebastião Reis, deu provimento, o Desembargador Eulálio Figueiredo pediu vista, mas o Desembargador Eduardo José Leal Moreira, havia manifestado sua suspeição por fato superveniente. Ou seja, não votou.
Diante do dispositivo legal, artigo 19, parágrafo único do CÓDIGO ELEITORAL diz: "As decisões do Tribunal Superior, assim na interpretação do Código Eleitoral em face da Constituição e cassação de registro de partidos políticos, como sobre quaisquer recursos que importem anulação geral de eleições ou perda de diplomas, só poderão ser tomadas com a presença de todos os seus membros. Se ocorrer impedimento de algum juiz, convocando o substituto ou respectivo suplente".Uma vez configurada a impossibilidade de participação desse juiz no julgamento, o julgamento haveria de ser suspenso, para que fosse convocado o substituto ou respectivo suplente.
Situações e decisões já houve na corte superior, como o caso Capiberibe, quando cassado em 2004, houve um ministro que se colocou impedido, SEPÚLVEDA PERTENCE. Assim  foi-se exigido a renovação do julgamento.
No Maranhão, um caso bem recente, na cassação do Prefeito de Raposa, Clodomir, o Desembargador Guerreiro Junior se deu por impedido, então o julgamento só houve com o quorum completo, quando o Desembargador Raimundo Bastos substituiu o Desembargador Guerreiro.
Diante dessa situação, possivelmente o Tribunal Regional Eleitoral vai rever da decisão e poderá acatar os embargos de declaração com pretensão de efeitos modificativos. Acatando, haverá um novo julgamento, com o quorum completo e, aí a história pode ser outra.
vamos ver como os senhores Desembargadores que, se dizem de conduta ilibada, irão julgar este recurso.  Vamos ver se o pau que dá-lhe em Chico vai servir pra Francisco, ou vice-versa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Moradora do povoado de São Miguel leva água suja para a prefeita Irlahi beber e depois a esculhamba

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes (PMDB), foi esculhambada durante uma reunião realizada na terça-feira passada (14), em Casa Grande no povoado de São Miguel, segundo uma fonte que estava na reunião uma mulher conhecida como Rosa na hora do discurso da prefeita Irlahi no povoado entregou um presente para a prefeita embrulhado em um papel de presente quando a prefeita Irlahi Moraes, totalmente sorridente desembrulhou o presente viu que  era um litro de água que continha uma  água totalmente suja imprópria para o consumo a fisionomia da prefeita de Rosário Irlahi mudou quando os moradores do povoado gritaram para a prefeita Irlahi beber a água suja que estava no litro mais a prefeita recusou beber a água suja.
A moradora Rosa do povoado de São Miguel soltou o verbo e disse "olha isso Prefeita Irlahi está água que nós tomamos aqui no povoado uma água suja, imprópria para o consumo sem tratamento  a senhora abandonou o povoado de São Miguel e a resposta virá nas urnas no mês de outu…

MP notificou a prefeita Irlahi e Calvet Filho por campanhas irregulares e crimes eleitorais; Irlahi ainda responde por Showmício

Rosário-MA: Dois candidatos a prefeitos de Rosário foram notificados na Justiiça Eleitoral pelo Ministério Público, devido a irregularidade em suas campanhas e até crimes eleitorais.  As notificações foram assinadas pela juíza eleitoral Karine Lopes de Castro da 18ª Zona Eleitoral-MA.

Contra Irlahi Moraes (PMDB) pesa a representação Nº 795-46.2016.6.10.0094 e contra Calvet Filho (PSDB) a N° 746-31.2016.10.6.10.0094. É importante ressaltar que eles podem recorrer, mas por se tratar de ações ingressadas pelo próprio MP é bem possível que sejam punidos. Nos bastidores políticos já é esperado que ambas campanhas recebam multas pesadas.


Irlahi Moraes desde a sua convenção tem atropelado todos os protocolos eleitorais, por exemplo: realizando caminhada no dia da sua convenção pelas ruas da cidade a distâncias superiores a 100 metros do local do evento. Já Calvet Filho ates mesmo da eleição já fazia propaganda irregular desafiando a Justiça Eleitoral com comícios, carros adesivados com propaga…

Rosário:IRLAHI Moraes a nova prefeita ostentação do MA

O retrato verdadeiro do contraste social acontece no município de Rosário, de um lado o descaso e o desprezo com a população. E do outro lado, muita ostentação e curtição. Quem conhece a cidade de Rosário pode sentir na pele a falta de compromisso da atual gestão, comandada pela prefeita de Rosário Irlahi Moraes, com a precariedade da saúde, a falta de infraestrutura nos bairros da cidade  e nos povoados, as estradas na zona rural sem manutenção, falta de água em muitos povoados sem falar da água suja sem qualidade nos povoados.


Como se não bastasse todo esse caos e em plena crise administrativa que passa Rosário mostra que tem bastante dinheiro em caixa, pelo menos pra ostentar. A prefeita Irlahi Moraes foi flagrado  ostentando na companhia do Namorado o ex-deputado estadual Pedro Vasconcelos e família, numa  luxuosa Lancha no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses com toda a família. O brasil desabando, o município sem dinheiro para pagar os fornecedores a saúde um caos, Irlahi viaj…