Pular para o conteúdo principal

Ministro da Educação conhece projeto para erradicar escolas de taipa no Maranhão

Governador Flávio Dino ao lado do ministro Renato Janine Ribeiro e da secretária Áurea Prazeres, em Brasília.
Pauta prioritária para melhorar os indicadores educacionais do Estado e garantir aos jovens maranhenses acesso ao ensino público com qualidade, o projeto ‘Escola Digna’, iniciado pelo Governo do Maranhão, foi apresentado na tarde de quarta-feira (10) ao novo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, por Flávio Dino. O objetivo do projeto é erradicar as 1.090 escolas de taipa, palha e barro existentes no Maranhão e substitui-las por prédios de alvenaria.

O primeiro relatório fotográfico e estrutural das escolas atualmente existentes no Maranhão e que já começam a ser substituídas em 2015 foi apresentado ao ministro pelo governador, que destacou que o empenho inicial do Governo do Estado será concentrado nas 30 cidades com menor IDH. O governador convidou a equipe do Ministério da Educação para integrar-se ao esforço de mudar a atual realidade das escolas municipais.

Outros projetos na área educacional, como a formação continuada de professores, eleição direta para diretores de escola e a implantação de Núcleos de Educação em Tempo Integral nos 30 maiores municípios do Estado foram destacados pelo governador e pela secretária de Educação, Áurea Prazeres, na audiência.

O ministro mostrou simpatia aos projetos e, após ter acesso ao dossiê fotográfico das escolas de taipa confeccionado pelo Governo do Estado, realçou o ânimo de inovação e transformação trazido pela administração maranhense. “É muito bom ver uma equipe animada em mudar de verdade essa realidade insólita”, disse, ao destacar a disposição do MEC em colaborar com a condução dos projetos em benefício do Maranhão.

Atualmente, o MEC contribui com a construção de 13 dos 30 Núcleos de Educação Integral previstos para serem implantados no Maranhão. Na concepção do projeto, estão incluídos o acesso ao Ensino Profissionalizante e o acesso ao conhecimento prático aos alunos do Ensino Médio regular. O projeto arquitetônico utilizado será o mesmo proposto pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Na reunião, o Governo do Estado pleiteou novos investimentos na estruturação física das escolas do Maranhão (sejam estaduais ou municipais) e a integração das equipes nos projetos pedagógicos para que os alunos maranhenses tenham acesso à Educação Pública de qualidade.

Apoio às prefeituras no PAAR

O presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Antônio Idilvan Alencar, garantiu ao Maranhão apoio às prefeituras e ao Governo do Estado na prestação de contas relacionadas ao primeiro ciclo do Programa de Ações Articuladas (PAAR) do Governo Federal.

Em seminário a ser realizado numa parceira entre União e Estado, as equipes técnicas das prefeituras receberão treinamento para prestação de contas do ciclo 2011-2015 do Programa e serão dadas as coordenadas para que os municípios possam se cadastrar no novo ciclo que se inicia em outubro de 2015, do qual só poderão participar as cidades que já tiverem as contas do ciclo anterior devidamente aprovadas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Prefeita de Rosário compra caixões para enterrar toda a população da cidade

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes, não  investe na saúde da cidade onde no hospital SESP não tem uma agulha e agora a gestora  pretende  enterrar toda população da cidade literalmente lançando um mau agouro aos Rosariense.
De acordo como mostra o contrato  a prefeita Irlahi, determinou a compra de mais de R$ 280 mil em caixões para defunto,  com a fornecedora Deusimar R. Ferreira, nome de fantasia Pax Nossa Senhora do Rosário. O caso deve gera polêmica e revolta onde a prefeita Irlahi pretende enterrar toda a população como mostra o contrato com a fornecedora.
O caso é parecido com o da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, que ficou famosa com o título de prefeita ostentação. Lidiane foi condenada por gastar R$ 130 mil em urnas funerárias… Veja o contrato abaixo: