Pular para o conteúdo principal

Ex-prefeito de Bacabeira, Venancinho terá que devolver ao erário mais de R$ 1milhão

Ex-prefeito de Bacabeira José Venâncinho enrolado todo
O Ministério Público Estadual propôs Ação Civil Pública, por ato de Improbidade Administrativa contra o ex-prefeito de Bacabeira, José Venâncio Correa Filho.
Venancinho, como é conhecido o ex-gestor, é réu no processo 1122/2011, onde o Ministério Público entrou com Pedido liminar de indisponibilidade de bens, em razão da prática do ato ilícito tipificado no art. 10,VIII,IX, X, XII e art.11, caput da Lei 8429/de 92. Dentre outras coisas, a ação diz que o réu frustou a
licitude de procedimentos licitatórios, negligenciou a arrecadação de tributos, efetuou despesas sem comprovação, além de outras irregularidades.
Na decisão, a juíza Rafaella Oliveira Saif que, estava respondendo pela comarca de Rosário, acatou o pedido do MP, mencionando que, “a indisponibilidade de bens e valores, possui caráter acautelatório e nítido objetivo de assegurar o ressarcimento aos cofres públicos.” Respeitando os princípios da proporcionalidade, o valor pretendido a recompor, in casu, o valor de R$ 1.073.435,14 (Um milhão, setenta e três mil, quatrocentos e trinta e cinco reais e quatorze centavos).
Na análise das provas, o Ministério Público sobretudo observou o relatório emitido pelo Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, atestando que, em relação ao exercício financeiro de 2005, houve diversas irregularidades. Quando Venancinho teve suas contas reprovadas.
Em sua decisão, a juíza pediu que fosse oficiado os cartórios de Registro de imóveis de São Luís, Rosário e Bacabeira, para que se procedam as averbações da indisponibilidade nos respectivos registros de imóveis que, porventura existam em nome do réu. Também foi oficiada a Receita Federal, a fim de que forneça a declaração de bens e rendimentos de Venancinho.
No entanto, sabe-se da dificuldade de haver este cumprimento. Pois Venancinho ardilosamente tirou alguns imóveis e bens que tinham em seu nome. Embora se saiba de um grande patrimônio que supostamente seja dono, todavia Venancinho administra um Laranjal muito grande.
Venancinho já tem praticamente todas as suas contas do exercício financeiro frente à prefeitura, reprovadas. São inúmeras irregularidades, fraude em licitação, despesas fragmentadas, enriquecimento ilícito, superfaturamento, dentre outras práticas criminosas. Como vemos, o castelo de areia de honestidade que ele tenta passar, vai ruindo.
A verdade sempre vem à tona.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Prefeita de Rosário compra caixões para enterrar toda a população da cidade

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes, não  investe na saúde da cidade onde no hospital SESP não tem uma agulha e agora a gestora  pretende  enterrar toda população da cidade literalmente lançando um mau agouro aos Rosariense.
De acordo como mostra o contrato  a prefeita Irlahi, determinou a compra de mais de R$ 280 mil em caixões para defunto,  com a fornecedora Deusimar R. Ferreira, nome de fantasia Pax Nossa Senhora do Rosário. O caso deve gera polêmica e revolta onde a prefeita Irlahi pretende enterrar toda a população como mostra o contrato com a fornecedora.
O caso é parecido com o da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, que ficou famosa com o título de prefeita ostentação. Lidiane foi condenada por gastar R$ 130 mil em urnas funerárias… Veja o contrato abaixo:


Três pessoas são presas durante megaoperação contra pedofilia em Rosário, São Luís e Paço do Lumiar

A Polícia Civil do Maranhão deflagrou na manhã desta sexta-feira (20), a operação ‘Luz na Infância’ que tem como objetivo apurar crimes de exploração sexual e pedofilia contra crianças e adolescentes. Estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão nos municípios de São Luís, Rosário e Paço do Lumiar. Três pessoas foram presas. Os alvos da operação foram identificados por meio de um levantamento de informações da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) e a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil. Com base nas informações e evidências coletadas em ambientes virtuais, foi instaurado um inquérito policial que resultou nos mandados de busca e apreensão emitidos pelo Poder Judiciário. A operação visa apreender computadores e dispositivos onde estão armazenados conteúdos de pedofilia infantil. As investigações estão sendo realizadas há seis meses e a ação envolve 1.100 policiais. Em São Luís, no bairro Santa Cruz, foi preso o músico Oziel Franklin Estrela Gomes e o agente …