Pular para o conteúdo principal

Governo Flávio Dino atrasa entrega de leite especial para crianças com alergia

A entrega de leite especial para crianças com alergia à proteína do leite de vaca pelo Governo do Maranhão está atrasada há pelo menos um mês. A lata do produ­to, que chega a custar R$ 180,00 nas farmácias de São Luís, está em falta no Hospital Infantil Dr. Juvêncio Mattos, onde é feita a entrega aos pacientes. O atraso preocupa os pais, que não têm con­dições de arcar com a despesa.
Com apenas 1 ano e 9 meses, Rebeca tem alergia alimentar e desde o sexto mês de vida alimen­ta-se principalmente de leite especial. Além dele, apenas frutas podem ser ingeridas pela criança, conforme recomendações médicas. Por causa do problema de saúde, ela está abaixo do peso ideal para uma criança de sua idade. Rebeca recebia mensalmente o alimento distribuído pelo Governo do Estado, mas desde julho começaram as dificuldades.
Segundo Diego Silva Barbosa, pai da criança, a última vez em que a menina recebeu o alimento foi no início do mês de agosto. “Faz tempo que está assim. Em julho teve problemas, em agosto também e desde setembro que não consigo receber o leite para minha filha”, denunciou. De acor­do com ele, no início do mês ele foi informado que o alimento estaria disponível no dia 20, mas, ao chegar lá, recebeu apenas uma la­ta do leite. “Eu recebi duas latas de doação e consegui comprar mais uma”, afirmou.
Em meses anteriores ele também teve de comprar o leite, como em agosto. Como está desempregado, ele está usando o dinheiro de outras despesas da casa para comprar o leite da filha. “Desde janeiro eu perdi o emprego. Eu comprei uma lata de leite com o dinheiro que tinha para pagar a con­ta de luz. Não tenho como arcar com essa despesa”, disse. Por mês, Rebeca consome oito latas de leite. Como cada lata custa R$ 180,00, se tivesse de comprar as oito, ele teria de desembolsar

R$ 1.440,00.
Economizando

A última lata de leite da menina foi aberta no dia 30 e, para não ficar sem o alimento da filha tão cedo, ele a esposa estão economizando. “Ela tinha de tomar 180 ml do leite quatro vezes ao dia, mas estamos dando apenas 90 ml. Isso é metade do que ela precisa e por causa disso já estamos notando problemas, como a baixa imunidade e a perda de peso”, informou Diego Silva Barbosa.
Na SES, ele foi informado de que o leite chegaria no dia 26 de setembro, mas ao procurar a secre­taria, recebeu nova informação de que o alimento estava em falta. No dia 29, ele ligou para SES e lhe disseram que o alimento estaria disponível no dia 30. Porém, mais uma vez não recebeu o leite e nem previsão de quando pode ir buscar. “Eles não me deram nenhuma informação de quando o leite vai chegar e nem por que está faltando”, reclamou o pai da menina.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Criança morre após negligência médica em Axixá

Uma  criança de   1 ano onze meses perdeu a vida na cidade de Axixá, após negligência médica a mãe Valeria Silva se deslocou até o hospital e Maternidade em Axixá nesta segunda-feira (19),   na busca de atendimento médico para seu filho que se chama Dierlison Ryan, a mãe estava desesperada quando chegou no hospital na hora ser atendida o médico de plantão olhou para criança e alegou que a criança estava era só com sono e para mãe não se preocupa, sendo que a criança estava chorando e mãe falou para o médico que seu filho estava sim passado mal mais médico voltou a dizer que era só sono uma omissão de socorro por parte do médico da cidade.
A mãe não foi atendida no hospital onde o profissional da saúde ser quer examinou a criança para ver se tinha algo a mãe acabou voltando para casa sem atendimento médico, com o seu filho quando chegou em sua casa a  criança não resistiu veio a óbito,  morrendo na casa em plena cama da mãe.

A prefeita de Axixá Sônia vem fazendo uma péssima gestão e se q…