Pular para o conteúdo principal

Aumentam casos de microcefalia no Maranhão e o MP-MA cobra ações do poder público

Secretário de Saúde Marcos Pacheco
Sobe para 16 no Maranhão os casos de microcefalia, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES), e o Ministério Público cobra do Governo do Estado e da Prefeitura de São Luís um plano de Prevenção e Contingência para o Enfrentamento de Epidemias e um plano de Prevenção à Microcefalia Relacionada à Zika. A capital é a cidade com o maior número de bebês com a doença, com quatro casos notificados.

Em entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira, membros da SES informaram os dados atualizados da doença que, segundo o Ministério da Saúde, tem relação direta com o Zika vírus, que tem como transmissor o mosquito Aedes aegypti. Foram os 16 casos comprovados e mais seis estão sendo investigados

Mesmo com aumento de microcefalia no Estado, o secretário de saúde, Marcos Pacheco, afirma que o Maranhão não passa por um surto de microcefalia. “A ideia é nós focarmos em ações rápidas e efetivas em relação à destruição de focos do mosquito”, disse Pacheco, que fez também um alerta para mulheres grávidas: “Elas devem evitar contato com outras pessoas que apresentem problemas com febre, gripadas e com manchas vermelhas. Se estiver grávida, procure o pré-natal para que a gente possa fazer o acompanhamento”, orientou.

A preocupação do secretário é pertinente já que, segundo levantamento do Ministério da Saúde, o Maranhão teve a primeira morte do país confirmada pelo Zika vírus e, dados do Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti, apontam que São Luís segue em estado de alerta.

MP cobra ação

Em um encontro realizado no dia 26 deste mês, o Ministério Público do Maranhão discutiu a situação do Zika Vírus e da microcefalia no Maranhão com representantes de várias entidades ligadas a saúde e ficou acertado que na quinta-feira (4) será realizado uma nova reunião para avaliar as ações do poder público no combate a estas enfermidades.

Além dos planos de Prevenção e Contingência para o Enfrentamento de Epidemias e Prevenção à Microcefalia Relacionada à Zika, deverá ser apresentado também pelo Hospital Universitário um Protocolo de Manejo Clínico para gestantes com suspeita de zika.

Para as cidades do interior, a promotora Maria da Glória Mafra Silva, da Promotoria de Defesa da Saúde da Capital, vai fomentar junto aos promotores de justiça das comarcas a elaboração dos planos de contingência e prevenção nos municípios maranhenses.

Casos de microcefalia no Maranhão por cidades

São Luís (4)

Santa Inês (2)

Coroatá (1)

São Francisco do Brejão (1)

Buriticupu (1)

São José de Ribamar (1)

Barra do Corda (1)

Chapadinha (1)

Dom Pedro (1)

Caxias (1)

Cantanhede (1)

Vitória do Mearim (1)

De O Estado

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Prefeita de Rosário compra caixões para enterrar toda a população da cidade

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes, não  investe na saúde da cidade onde no hospital SESP não tem uma agulha e agora a gestora  pretende  enterrar toda população da cidade literalmente lançando um mau agouro aos Rosariense.
De acordo como mostra o contrato  a prefeita Irlahi, determinou a compra de mais de R$ 280 mil em caixões para defunto,  com a fornecedora Deusimar R. Ferreira, nome de fantasia Pax Nossa Senhora do Rosário. O caso deve gera polêmica e revolta onde a prefeita Irlahi pretende enterrar toda a população como mostra o contrato com a fornecedora.
O caso é parecido com o da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, que ficou famosa com o título de prefeita ostentação. Lidiane foi condenada por gastar R$ 130 mil em urnas funerárias… Veja o contrato abaixo: