Pular para o conteúdo principal

Seminário de docência inclusiva é realizado em São Luís

Voltado para os profissionais da área, o evento teve como objetivo preparar os docentes para adaptarem as atividades, aulas, programas e outros ações desenvolvidas em sala de aula para a escolarização desses alunos conforme suas necessidades.

Incluir alunos com necessidades especiais para que eles acompanhem sem prejuízos educacionais as atividades em sala de aula é um dos desafios da educação na atualidade. Para isso, aconteceu em São Luís o I Seminário de Docência Inclusiva. Voltado para os profissionais da área, o evento teve como objetivo preparar os docentes para adaptarem as atividades, aulas, programas e outros ações desenvolvidas em sala de aula para a escolarização desses alunos conforme suas necessidades.

Segundo a terapeuta ocupacional Rose Cristina Bello, organizadora do evento, o seminário é resultante de suas experiências com professores e alunos de escolas de ensino fundamental e também do atendimento dos mesmos em consultório, bem como das reflexões geradas nestas vivencias. “Eu presto consultoria em escolas, ajudando as instituições de ensino a adaptarem suas práticas conforme as necessidades de cada aluno com deficiência e nesse processo percebemos que muitas vezes a escola tem toda a estrutura necessária, mas ainda tem dificuldades de como trabalhar com esse aluno”, afirmou.

Ela explicou ainda que para que o aluno com deficiência esteja totalmente incluído é necessário adaptar não apenas as atividades pedagógicas, mas o material, como livros e lápis, além do espaço físico. Tudo de acordo com a necessidade do aluno. “Integrar é diferente de incluir. Às vezes, o aluno está em sala de aula, mas está sentado no fundo, não tem muito contato com os demais alunos ou a forma como o professor está trabalhando não contempla aquele aluno. Para incluir é preciso trazê-lo para o centro da sala, para o contato direito com o professor e demais estudantes”, disse Rose Cristina Bello.

Participaram do evento, professores da rede regular de ensino que atendem alunos com deficiência ou não, coordenadores pedagógicos, supervisores e administradores escolares, estudantes do curso de Pedagogia e demais interessados. O seminário formenceu subsídios conceituais por meio de palestras, propiciando um espaço de discussões, informações, conhecimentos, orientações e reflexões acerca de temas que representam estes grandes desafios.

As palestras realizadas tiveram como temas “Práticas e Compromisso para com os Educandos: Incluindo com eficiência”, “Facilitando o processo de aprendizagem da pessoa com deficiência”, “Entendendo o Transtorno do espectro do autista (TEA)” e “Inclusão em uma perspectiva analítico-comportamental”. Houve ainda a oficina “Construção de recursos terapêuticos inclusivos a ser utilizado pelo professor”.

A organização do evento espera que com todas essas informações disponíveis, o professor tenha a capacitação necessária para trabalhar com competência os conhecimentos necessários, tornando-se facilitador dos processos da aprendizagem e controle comportamental do aluno em sala de aula. “Muitos são os desafios contemporâneos do processo pedagógico a serem enfrentados pelo professor em sua prática profissional. Estes desafios são de muitas naturezas, sendo o processo de inclusão uma necessidade que exige do professor habilidade em lidar com a diversidade”, explicou Rose Cristina.

O seminário aconteceu no sábado, dia 28, nas instalações do no curso pré-vestibular Evolução, na Cohama, e também teve o apoio do Centro de Reabilitação Emocional Cultive-se e da Garrido Farmácia de Manipulação.

Mais

No Brasil, o a educação especial e o atendimento educacional especializado é regulamentado pelo Decreto Nº 7.611, de 17 de novembro de 2011, que trata dos programas, projetos e ações a fim de implementar no país a Política Nacional de Educação Especial. A partir dessa política, os alunos considerados público-alvo da educação especial são aqueles com deficiência, transtornos globais de desenvolvimento e com altas habilidades/superdotação. Dentre as ações previstas está o apoio técnico e financeiro aos sistemas públicos de ensino para a oferta e garantia de atendimento educacional especializado, complementar à escolarização, de acordo com.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Moradora do povoado de São Miguel leva água suja para a prefeita Irlahi beber e depois a esculhamba

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes (PMDB), foi esculhambada durante uma reunião realizada na terça-feira passada (14), em Casa Grande no povoado de São Miguel, segundo uma fonte que estava na reunião uma mulher conhecida como Rosa na hora do discurso da prefeita Irlahi no povoado entregou um presente para a prefeita embrulhado em um papel de presente quando a prefeita Irlahi Moraes, totalmente sorridente desembrulhou o presente viu que  era um litro de água que continha uma  água totalmente suja imprópria para o consumo a fisionomia da prefeita de Rosário Irlahi mudou quando os moradores do povoado gritaram para a prefeita Irlahi beber a água suja que estava no litro mais a prefeita recusou beber a água suja.
A moradora Rosa do povoado de São Miguel soltou o verbo e disse "olha isso Prefeita Irlahi está água que nós tomamos aqui no povoado uma água suja, imprópria para o consumo sem tratamento  a senhora abandonou o povoado de São Miguel e a resposta virá nas urnas no mês de outu…

MP notificou a prefeita Irlahi e Calvet Filho por campanhas irregulares e crimes eleitorais; Irlahi ainda responde por Showmício

Rosário-MA: Dois candidatos a prefeitos de Rosário foram notificados na Justiiça Eleitoral pelo Ministério Público, devido a irregularidade em suas campanhas e até crimes eleitorais.  As notificações foram assinadas pela juíza eleitoral Karine Lopes de Castro da 18ª Zona Eleitoral-MA.

Contra Irlahi Moraes (PMDB) pesa a representação Nº 795-46.2016.6.10.0094 e contra Calvet Filho (PSDB) a N° 746-31.2016.10.6.10.0094. É importante ressaltar que eles podem recorrer, mas por se tratar de ações ingressadas pelo próprio MP é bem possível que sejam punidos. Nos bastidores políticos já é esperado que ambas campanhas recebam multas pesadas.


Irlahi Moraes desde a sua convenção tem atropelado todos os protocolos eleitorais, por exemplo: realizando caminhada no dia da sua convenção pelas ruas da cidade a distâncias superiores a 100 metros do local do evento. Já Calvet Filho ates mesmo da eleição já fazia propaganda irregular desafiando a Justiça Eleitoral com comícios, carros adesivados com propaga…

Rosário:IRLAHI Moraes a nova prefeita ostentação do MA

O retrato verdadeiro do contraste social acontece no município de Rosário, de um lado o descaso e o desprezo com a população. E do outro lado, muita ostentação e curtição. Quem conhece a cidade de Rosário pode sentir na pele a falta de compromisso da atual gestão, comandada pela prefeita de Rosário Irlahi Moraes, com a precariedade da saúde, a falta de infraestrutura nos bairros da cidade  e nos povoados, as estradas na zona rural sem manutenção, falta de água em muitos povoados sem falar da água suja sem qualidade nos povoados.


Como se não bastasse todo esse caos e em plena crise administrativa que passa Rosário mostra que tem bastante dinheiro em caixa, pelo menos pra ostentar. A prefeita Irlahi Moraes foi flagrado  ostentando na companhia do Namorado o ex-deputado estadual Pedro Vasconcelos e família, numa  luxuosa Lancha no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses com toda a família. O brasil desabando, o município sem dinheiro para pagar os fornecedores a saúde um caos, Irlahi viaj…