Pular para o conteúdo principal

Socorrões I e II sofrem com insegurança e falta de estrutura

Funcionários das duas unidades de saúde denunciam, além de falta de materiais, ausência de segurança interna para dar garantia de integridade
Insegurança e falta de estrutura para o atendimento de pacientes são alguns dos problemas denunciados pelos funcionários dos hospitais Djalma Marques (Socorrão I) e Clementino Moura (Socorrão II). Alguns profissionais lotados nessas unidades de saúde, ouvidos ontem por O Estado e que preferiram não ter as identidades reveladas, afirmaram que, em determinados plantões (especialmente no período noturno), não há luvas, por exemplo, para atendimento médico.


No Hospital Socorrão I, além do acúmulo de pacientes nos corredores – informação confirmada por servidores da unidade –, funcionários informaram que faltam insumos (como gazes, materiais para curativo, filtros antimicrobianos, entre outros). Nesta semana, o Socorrão I não tem fitas de glicemia, para verificar as taxas de açúcar de pacientes.

Outros funcionários do Socorrão I também informaram que, durante os plantões dos períodos matutino e vespertino, há ausência de remédios para dor e objetos para realização de simples nebulizações. Além desses problemas, acompanhantes de pacientes da unidade de saúde denunciaram ausência de médicos plantonistas na unidade de saúde.

De acordo com a denúncia, os profissionais médicos somente com­parecem ao local de trabalho quando são chamados, muitas ve­zes, horas depois de os pacientes já terem dado entrada no hospital. Por outro lado, funcionários do Socorrão I afirmaram que a situação relatada pelos acompanhantes é considerada “rotineira”, já que alguns mé­dicos são plantonistas permanentes, devendo estar à disposição durante 24 horas por dia para comparecer ao Socorrão I, assim que for necessário.

No Socorrão II, servidores relatam que o maior problema atualmente é a ausência de garantia de integridade física para o exercício de suas funções de trabalho. De acordo com um médico, que preferiu ter a identidade preservada, mesmo com a presença de uma guarnição permanente da Polícia Militar na parte interna da unidade, ameaças sofridas por funcionários são constantes. “A gente tem medo, pois atendemos principalmente muitas pes­­soas encaminhadas pela polícia que acabaram de ser presas ou tiveram participação em assaltos. Ficamos com medo de acontecer alguma coisa”, afirmou.

Insegurança

Foi por causa da insegurança que na manhã de ontem funcionários do Hospital Socorrão II protestaram na entrada da unidade. De acordo com os organizadores, o objetivo do ato foi chamar a atenção das autoridades públicas quanto à ausência de vigilância na parte interna do hospital.

Além da insegurança, os manifes­tantes informaram que funcionários já foram ameaçados por acompanhantes de pacientes. Entre­vistadas pela Rádio Mirante AM, na manhã de ontem, algumas pessoas disseram que têm medo de trabalhar no Socorrão II.

No dia 25 deste mês, um policial militar reformado atirou contra um funcionário do Socorrão II, identificado como Charles Silva. De acordo com testemunhas, a vítima somente escapou dos disparos porque conseguiu se esconder no centro cirúrgico do hospital.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Criança morre após negligência médica em Axixá

Uma  criança de   1 ano onze meses perdeu a vida na cidade de Axixá, após negligência médica a mãe Valeria Silva se deslocou até o hospital e Maternidade em Axixá nesta segunda-feira (19),   na busca de atendimento médico para seu filho que se chama Dierlison Ryan, a mãe estava desesperada quando chegou no hospital na hora ser atendida o médico de plantão olhou para criança e alegou que a criança estava era só com sono e para mãe não se preocupa, sendo que a criança estava chorando e mãe falou para o médico que seu filho estava sim passado mal mais médico voltou a dizer que era só sono uma omissão de socorro por parte do médico da cidade.
A mãe não foi atendida no hospital onde o profissional da saúde ser quer examinou a criança para ver se tinha algo a mãe acabou voltando para casa sem atendimento médico, com o seu filho quando chegou em sua casa a  criança não resistiu veio a óbito,  morrendo na casa em plena cama da mãe.

A prefeita de Axixá Sônia vem fazendo uma péssima gestão e se q…

MP notificou a prefeita Irlahi e Calvet Filho por campanhas irregulares e crimes eleitorais; Irlahi ainda responde por Showmício

Rosário-MA: Dois candidatos a prefeitos de Rosário foram notificados na Justiiça Eleitoral pelo Ministério Público, devido a irregularidade em suas campanhas e até crimes eleitorais.  As notificações foram assinadas pela juíza eleitoral Karine Lopes de Castro da 18ª Zona Eleitoral-MA.

Contra Irlahi Moraes (PMDB) pesa a representação Nº 795-46.2016.6.10.0094 e contra Calvet Filho (PSDB) a N° 746-31.2016.10.6.10.0094. É importante ressaltar que eles podem recorrer, mas por se tratar de ações ingressadas pelo próprio MP é bem possível que sejam punidos. Nos bastidores políticos já é esperado que ambas campanhas recebam multas pesadas.


Irlahi Moraes desde a sua convenção tem atropelado todos os protocolos eleitorais, por exemplo: realizando caminhada no dia da sua convenção pelas ruas da cidade a distâncias superiores a 100 metros do local do evento. Já Calvet Filho ates mesmo da eleição já fazia propaganda irregular desafiando a Justiça Eleitoral com comícios, carros adesivados com propaga…

Empresária morre após ser baleada durante assalto e populares pedem justiça e querem invadir a delegacia de Rosário e linchar os assassinos.

Empresária Adilce Silva  dona da academia Espaço Fitness  morreu após ser baleada durante um assalto na noite   deste domingo (21) .   De acordo com informações a vítima estava na padaria da família que fica localizada na rua Benedito Leite no centro de Rosário, quando foi abordada pelos dois criminosos que são menores de idade. Segundo informações Adilce  e familiares entregaram os celulares e os pertences mais mesmo assim um dos criminosos atirou na empresária um absurdo um ato de crueldade com uma pessoa de bem um dos criminoso chegaram aponta a arma para uma criança de 4 anos sendo que a criança neto de Adilce .
A empresaria foi levada ao hospital SESP mais não resistiu Adilce Silva era casada com Zondeck Anceles que é irmão do gestor da regional da saúde de Rosário Willame Anceles. a empresaria Adilce é um símbolo do mundo fitness e na cidade e região.
Os bandidos foram presos e a população cercou a delegacia e  a população esta revoltada e pedindo justiça.
A violência to…