Pular para o conteúdo principal

Temer diz que sempre houve falta de confiança de Dilma

Carta do vice-presidente foi vista pelo Planalto como um passo em direção ao rompimento com o governo

O vice-presidente Michel Temer enviou uma carta nesta segunda-feira, 7, à presidente Dilma Rousseff na qual relata uma série de episódios que demonstrariam a falta de confiança que sempre existiu em relação a ele e ao PMDB. O gesto foi visto pelo Palácio do Planalto como um passo do vice em direção ao rompimento com o governo.

No documento, de três páginas, Temer afirmou que ele sempre se colocou à disposição de Dilma e trabalhou para que o PMDB apoiasse a sua reeleição no passado. Ele lembrou que o partido só se manteve na chapa porque ele liderou o movimento pró-Dilma na convenção da sigla.

O vice também disse não concordar com o fato de Dilma ter escolhido o líder do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani (RJ), como interlocutor e responsável por indicar os nomes que vão compor a comissão especial que vai analisar o pedido de impeachment.

“Falar com o PMDB através do Picciani não é correto, já que Temer é o vice-presidente da República e presidente do partido”, disse um interlocutor do peemedebista.

Após vir a público parte do conteúdo da carta, a assessoria de imprensa do vice confirmou a existência do documento no Twitter. Em uma sequência de nove mensagens, a assessoria fala da questão da confiança, mas nega que ele tenha proposto rompimento com o governo.

“Ele rememorou fatos ocorridos nestes últimos cinco anos, mas somente sob a ótica do debate da confiança que deve permear a relação entre agentes públicos responsáveis pelo país”, diz o comunicado.

Nesta segunda-feira cedo, antes de um dos principais aliados de Temer, Eliseu Padilha, oficializar a sua demissão da Secretária de Avição Civil, Dilma tentou minimizar o desembarque do PMDB do governo e distanciamento entre ela e seu vice, voltando a repetir que sempre confiou em Temer. "Não só confio como sempre confiei", afirmou.

Por ser advogado, o Planalto chegou a cogitar que Temer poderia se envolver diretamente na defesa do mandato de Dilma. Entretanto, assim que foi deflagrado o processo de impeachment, na última quarta-feira, os dois tiveram apenas um rápido encontro e o vice descartou participar formalmente da defesa.

Auxiliares da presidente dizem reservadamente que a postura de Temer passa a imagem de que ele está conspirando para chegar ao poder. Aliados do vice, por sua vez, dizem que Dilma e os ministros do PT querem jogar toda a culpa nas costas do vice como se dessem um ultimato a ele.

Após a revelação da existência da carta, que deixou Temer "surpreso" e "irritado", o vice convocou uma reunião no Palácio do Jaburu com membros do PMDB. Dilma, que disse que queria conversar com o vice ainda nesta segunda, foi para o Alvorada, onde se reuniu com ministros do núcleo duro do seu governo. Aliados do peemedebista avisam que um encontro entre os dois, neste momento, "é difícil" e terá que ser "muito bem costurado".


Por Estadão

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Prefeita de Rosário compra caixões para enterrar toda a população da cidade

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes, não  investe na saúde da cidade onde no hospital SESP não tem uma agulha e agora a gestora  pretende  enterrar toda população da cidade literalmente lançando um mau agouro aos Rosariense.
De acordo como mostra o contrato  a prefeita Irlahi, determinou a compra de mais de R$ 280 mil em caixões para defunto,  com a fornecedora Deusimar R. Ferreira, nome de fantasia Pax Nossa Senhora do Rosário. O caso deve gera polêmica e revolta onde a prefeita Irlahi pretende enterrar toda a população como mostra o contrato com a fornecedora.
O caso é parecido com o da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, que ficou famosa com o título de prefeita ostentação. Lidiane foi condenada por gastar R$ 130 mil em urnas funerárias… Veja o contrato abaixo: