Pular para o conteúdo principal

Grupinho quer impor Rosa como vice de Willame e ameaça lançar 4° via em Rosário

A noite de segunda-feira (16),  foi marcada por traição daqueles que diziam aceitar qualquer decisão do pré-candidato a prefeito de Rosário, Willame Anceles (PCdoB) sobre a escolha de seu vice. O grupinho, como estão sendo chamados, fizeram uma reunião  no povoado São João do Rosário para tentar impor e obrigar Willame a recuar da escolha de Hamilton Misteira (PSD) como seu vice,  para aceitar o nome de Rosa ou qualquer outro nome decidido pelo grupinho,  caso contrário pretendem levar em frente a decisão de lançar Rosa (PT) como candidata a prefeita.

O grupinho é  formado basicamente pelos presidentes dos partidos PDT, PT e SD  (Solidariedade) que curiosamente antes da escolha de Misteira não se uniam em torno de um nome.  São eles Cardoso (PDT), Rosa (PT) e Odilon (SD),  dos três apenas Cardoso tem apoio de uma parcela mais significativa de filiados em suas decisões. No comando do grupinho está o vereador Sandro Marinho (PDT) que tem problemas de natureza  pessoais  com Misteira. Vale ressaltar que a exemplo de Rosa, Sandro havia se aliado há pouco tempo com Willame após retornar à oposição.

Apesar da presença de populares que foram rasteiramente  enganados por um convite para tratar de assuntos de interesse coletivo da comunidade e da política rosariense em geral, a reunião foi um grande  fracasso,  pois não conseguiram a adesão popular desejada e a mesma acabou tendo que ser finalizada,  fato que se deu por conta de uma confusão originada após uma mulher afirmar que o ato "era uma dor de cotovelo" e que agora mesmo que votaria em Willame por causa dessa tentativa de golpe.

O certo é que a tentativa de botar pressão em Willame está pegando muito mal perante a opinião pública que aceitou de maneira positiva a decisão por Misfeira. Outra conclusão é a chapa encabeçada por Rosa ou qualquer nome lançado pelo grupinho para ser uma espécie de quarta via será um suicídio políticos para todos que aderirem,  afetando negativamente e inviabilizando  pré-candidaturas à vereador,  ou seja, "morreram abraçados" na mancha política  formada  por seus próprios egos. Visto que se trata de pura arrogância, autoritarismo, coronelismo e interesses pessoais a frente dos ideais de coletividade, práticas que são impopulares anti-democráticas.

O próprio vereador Sandro Marinho com essa atitude põe em risco a sua reeleição e também daqueles outros nomes que tem potencial para chegar na Câmara ou alcançar boas votações. Por outro lado,  Willame sairá fortalecido se mantiver sua palavra e não recuar a essa chantagem pública,  Pois o que Sandro e outros três querem é  fazer Willame de marionete. Resta saber se Willame vai sucumbir como um rato medroso ou se  manterá a palavra como um líder e homem de pulso forte que responde por seus atos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Prefeita de Rosário compra caixões para enterrar toda a população da cidade

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes, não  investe na saúde da cidade onde no hospital SESP não tem uma agulha e agora a gestora  pretende  enterrar toda população da cidade literalmente lançando um mau agouro aos Rosariense.
De acordo como mostra o contrato  a prefeita Irlahi, determinou a compra de mais de R$ 280 mil em caixões para defunto,  com a fornecedora Deusimar R. Ferreira, nome de fantasia Pax Nossa Senhora do Rosário. O caso deve gera polêmica e revolta onde a prefeita Irlahi pretende enterrar toda a população como mostra o contrato com a fornecedora.
O caso é parecido com o da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, que ficou famosa com o título de prefeita ostentação. Lidiane foi condenada por gastar R$ 130 mil em urnas funerárias… Veja o contrato abaixo: