Pular para o conteúdo principal

TCE-MA terá de comprovar que 5.894 servidores não são fantasmas


Atual presidente, Pavão foi o primeiro a nomeador o filho de Waldir Maranhão no TCE-MA, posteriormente lotado como fantasma no gabinete de Edmar Cutrim
Responsável por analisar as contas do governo e judiciário estadual e das câmaras e prefeituras dos 217 municípios maranhenses, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) vive dias de tensão. Após a descoberta de que o filho do presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), embolsava dinheiro público como fantasma no gabinete no conselheiro Edmar Serra Cutrim, o órgão terá de realizar um recadastramento de todos os servidores do seu quadro de pessoal, para que se apure possíveis outros casos de funcionários fantasmas e cesse as irregularidades – pelo menos neste sentido.
A determinação foi proferida na noite dessa segunda-feira 16, pelo juiz Douglas de Melo Martins, que cuida da Vara de Interesses Difusos e Coletivos da Ilha de São Luís, em atendimento, em caráter liminar, a ação popular protocolada na semana passada pelos advogados Pedro Leonel Pinto de Carvalho e Aristóteles Duarte Ribeiro.
De acordo com dados abertos consultados pelo Atual7, o tribunal abriga atualmente 5.908 pessoas em seu quadro, entre autoridades e servidores. Como os 10 conselheiros e os quatro procuradores do Ministério Público de Contas não serão incluídos no recadastramento, o TCE-MA terá de comprovar ao Poder Judiciário que os 5.894 restantes realmente trabalham e, por isso, não são fantasmas - incluindo os cinco responsáveis pela Secretaria do tribunal, embora façam parte da composição do tribunal de contas.
Segundo tabela remuneratória da incorporação da Gratificação de Controle Externo (GCE) mais recente, assinada pelo próprio conselheiro Edmar Cutrim quando este ainda exercia a Presidência do TCE-MA, os vencimentos desses servidores variam entre R$ 9.353,63 a R$ 14.572,65 para nível superior; R$ 4.676,83 a R$ 7.286,35 para nível médio; e R$ 2.497,21 a R$ 3.071,25 para nível fundamental. Há ainda o quadro especial da Secretaria do tribunal, que paga o salário de até R$ 14.572,65 para o cargo mais alto, de assistente de construção civil.
Esses servidores ainda tem direito, por nível, respectivamente, a R$ 2.552,88, R$ 1.276,44 e R$ 414,85 de GCE. Eles também recebem um valor mensal de R$ 575,00 como auxílio-alimentação e têm direito a diárias para dentro ou fora do estado. O valor dessas diárias varia de acordo com o cargo ocupado – fantasma ou não –, e pode chegar a até R$ 500.
Um dado curioso é que todos esses benefícios também foram concedidos por Edmar Cutrim desde 2013, coincidentemente no mesmo ano em que o médico Thiago Cardoso Maranhão, filho do presidente interino da Câmara, foi lotado como fantasma no gabinete do conselheiro.
Apesar da grave revelação de que manteve Thiago Maranhão como fantasma em seu gabinete e só o exonerou após repercussão negativa nacional, Cutrim tem tentado minimizar a situação. Recentemente, por exemplo, ele afirmou que “estão colocando tempestade em copo d’água” e que o caso é “‘tamaninho’ de coisa pra querer desonrar as pessoas”.
“Esse assunto está superado […] eu acho que estão colocando tempestade em copo d’água, eu acho que tem coisa muita mais séria nesse país pra resolver do que isso, esse ‘tamaninho’ de coisa pra querer desonrar as pessoas”, disse.

Outro lado

Em contato com o Atual7, a assessoria de comunicação do TCE-MA negou que tenha em seu quadro a quantidade de servidores informada na matéria. Segundo a assessoria do tribunal, a quantidade de servidores lotados no órgão não chega a 600.

Do Atual 7

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Criança morre após negligência médica em Axixá

Uma  criança de   1 ano onze meses perdeu a vida na cidade de Axixá, após negligência médica a mãe Valeria Silva se deslocou até o hospital e Maternidade em Axixá nesta segunda-feira (19),   na busca de atendimento médico para seu filho que se chama Dierlison Ryan, a mãe estava desesperada quando chegou no hospital na hora ser atendida o médico de plantão olhou para criança e alegou que a criança estava era só com sono e para mãe não se preocupa, sendo que a criança estava chorando e mãe falou para o médico que seu filho estava sim passado mal mais médico voltou a dizer que era só sono uma omissão de socorro por parte do médico da cidade.
A mãe não foi atendida no hospital onde o profissional da saúde ser quer examinou a criança para ver se tinha algo a mãe acabou voltando para casa sem atendimento médico, com o seu filho quando chegou em sua casa a  criança não resistiu veio a óbito,  morrendo na casa em plena cama da mãe.

A prefeita de Axixá Sônia vem fazendo uma péssima gestão e se q…