Pular para o conteúdo principal

Duplicação da rodovia BR-135 é retomada

Operários trabalhando em ritmo acelerado na duplicação da BR-135
Foi necessária a morte de oito pessoas em um trágico acidente registrado no domingo, dia 3, no Campo de Perizes, para que a obra de duplicação da BR-135, no trecho entre São Luís e o município de Bacabeira, fosse retomada em ritmo acelerado. Na manhã de ontem, máquinas e operários trabalhavam na terraplanagem, para a posterior colocação das colunas de brita e asfalto.


A obra de duplicação começou em 2012 e vem se arrastando ao longo de quatro anos. A previsão inicial era de que as atividades fossem concluídas em 2014, mas o prazo não foi cumprido, assim como diversos outros estabelecidos posteriormente. A previsão agora é de que os serviços estejam prontos em abril de 2017.

Há meses não havia nenhum si­nal de operários e máquinas no canteiro de obras da duplicação da rodovia federal. Muitas autoridades e políticos denunciaram o abandono da obra, mas a superintendência regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), órgão responsável pela execução dos serviços informou que a obra não estava paralisada, mas que o cronograma de execução havia sofrido atrasos por causa de limitações orçamentárias.

Contudo, foi preciso acontecer um grave acidente com oito mortes no Campo de Perizes, trecho esse que mais necessita ser duplicado, para que os serviços fossem retomados e com celeridade. On­tem, nas proximidades do Km-32, bem próximo de onde foi registrado o acidente do domingo, as máquinas e operários estavam na pista trabalhando para a duplicação da via federal.

Situação semelhante aconteceu em março deste ano, com o assassinato da professora Ana Lúcia Duarte Silva, que foi assassinada nas proximidades do Km-15 da BR-135, em São Luís, quando diminuiu a velocidade do seu automóvel por causa da quantidade de buracos que existiam ao longo da pista. Ou seja, foi necessária a morte da professora, que ganhou uma grande repercussão na época da mesma forma como a morte das oito pessoas no domingo passado, para que fossem feitos os serviços de tapa buracos e recuperação ao longo dos trechos mais críticos da BR-135.

Etapas

De acordo com o Dnit, as obras de duplicação da rodovia federal estão concentradas, inicialmente, na construção do viaduto de acesso à cidade de Rosário no entroncamento da BR-135 com a BR-402, no município de Bacabei­ra. O órgão informou ainda que os serviços serão intensificados a partir deste mês de julho, ressaltando que o prazo de entrega é abril de 2017.

Atualmente, cerca de 80% dos serviços foram concluídos. Incluin­do todos os reajustamentos e aditivos, o Governo Federal já investiu aproximadamente R$ 370 milhões. As próximas etapas do serviço será a conclusão do viaduto na cidade de Bacabeira (que faz uso de grande volume de terra e aço constituindo a tecnologia de terra armada, necessitando de cuidados especiais na sua execução), a drenagem da pista antiga e a terraplenagem da pista nova.

Neste primeiro momento, o trecho que está sendo duplicado da BR-135 no Maranhão se estende do Estreito dos Mosquitos, logo na saída de São Luís (Km-25) até a cidade de Bacabeira (Km-51). Ainda este ano, será concluída a licitação para a duplicação do trecho até Miranda do Norte.

PROCON FISCALIZA
Fiscais do Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Maranhão (Procon/MA) estiveram na manhã de ontem no Campo de Perizes para acompanhar os trabalhos de duplicação da BR-135. De acordo com o presidente do órgão, Duarte Júnior, embora não se trate de uma relação de consumo que caberia a interferência direta do Procon, a situação da BR-135 impacta diretamente a vida dos consumidores.

Na segunda-feira, dia 4, Procon/MA oficiou o Ministério Público Federal (MPF) - a quem compete fiscalizar omissões administrativas no âmbito federa - a fim de que cobre do DNIT a conclusão imediata das obras
da BR-135.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Criança morre após negligência médica em Axixá

Uma  criança de   1 ano onze meses perdeu a vida na cidade de Axixá, após negligência médica a mãe Valeria Silva se deslocou até o hospital e Maternidade em Axixá nesta segunda-feira (19),   na busca de atendimento médico para seu filho que se chama Dierlison Ryan, a mãe estava desesperada quando chegou no hospital na hora ser atendida o médico de plantão olhou para criança e alegou que a criança estava era só com sono e para mãe não se preocupa, sendo que a criança estava chorando e mãe falou para o médico que seu filho estava sim passado mal mais médico voltou a dizer que era só sono uma omissão de socorro por parte do médico da cidade.
A mãe não foi atendida no hospital onde o profissional da saúde ser quer examinou a criança para ver se tinha algo a mãe acabou voltando para casa sem atendimento médico, com o seu filho quando chegou em sua casa a  criança não resistiu veio a óbito,  morrendo na casa em plena cama da mãe.

A prefeita de Axixá Sônia vem fazendo uma péssima gestão e se q…