Pular para o conteúdo principal

TRAGÉDIA ANUNCIADA! Aluisio age há um ano para evitar confronto de “índios” com agricultores em Viana

Um confronto armado entre supostos indígenase agricultores na região de Viana é o que se pode chamar de uma tragédia anunciada.
O caso ocorreu no domingo (30).
Segundo as primeiras informações, um grupo de auto-intitulados índios Gamela – que ainda aguardam ser reconhecidos pela Funai como indígenas de fato –  tentou invadir uma propriedade na cidade.
A família moradora do local – já ciente de que o mesmo grupo tem promovido o terror tomando outras propriedades nas região – estava preparada para a chegada dos supostos indígenas e os recebeu a bala.
Sete dos “índios” acabaram sendo baleados e foram encaminhados a São Luís. Há informes de que dois deles tiveram mãos decepadas – o governo nega. Quatro já foram liberados, mas três seguem internados.
O confronto aberto é o ápice de uma tensão que se estende há mais de um ano, e que já vem sendo comunicada pelo deputado federal Aluisio Mendes (PTN) ao Ministério da Justiça e à Funai.
No último fim de semana ele esteve em Viana, quando discursou em evento promovido pelos agricultores prejudicados pelos Gamelas (veja vídeo abaixo). O parlamentar esteve na cidade acompanhado de agentes da Polícia Federal, que foram ao local tomar ciência da situação.
A intenção dos trabalhadores era reagir às invasões de terra imediatamente. Aluisio, no entanto, tem pedido que eles atuem sem violência, e aguardem que as autoridades tomem providências.
“Eu estou pedindo para vocês 15 dias de prazo. Nós vamos a Brasília de novo nesta semana, dizer que eu estive aqui e relatar o que nós vimos, e pedir a ele providências imediatas. Nós vamos dar o prazo de 15 dias”, discursou.
Na semana passada, o parlamentar foi pessoalmente a Brasília, quando encontrou-se com o ministro da Justiça, Osmar Serraglio. Na ocasião, além das invasões dos supostos índios, Aluisio relatou problemas que equipes da Cemar têm enfrentado na Baixada para ampliar a rende abastecimento de energia elétrica.
Recentemente, um  grupo de trabalhadores da Companhia Energética foi cercado pelos Gamela, que os impediram de continuar a instalação de uma nova linha de transmissão – problema parecido já ocorreu também em Alcântara.
“Nós temos esse tempo todo atuado em Brasília para que o Ministério da Justiça e a Funai olhem com mais cuidado para esses problema na região da Baixada. Infelizmente até hoje nada foi feito. A população já demonstrou intenção de reagir há muito tempo e nós os temos orientado a aguardar as autoridades tomarem a frente. Infelizmente aconteceu esse problema no domingo, o que deve acabar acelerando as coisas”, afirmou.
Refém
Segundo o deputado, um dos motivos para o aumento da tensão entre moradores de Viana e os “indígenas” foi a invasão da propriedade de uma senhora de mais de 80 anos.
Ao Blog do Gilberto Léda, ele disse que alguns dos Gamela, encapuzados, entraram na residência e amarraram e amordaçaram a idosa.
Era uma espécie de recado aos demais.
“Eles não estão lutando contra fazendeiros. Não há grandes propriedades na área. O que há são agricultores, cujas famílias exploram a terra há 80, 90 anos, sem nunca ter ouvido falar em indígenas na região”, destacou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Criança morre após negligência médica em Axixá

Uma  criança de   1 ano onze meses perdeu a vida na cidade de Axixá, após negligência médica a mãe Valeria Silva se deslocou até o hospital e Maternidade em Axixá nesta segunda-feira (19),   na busca de atendimento médico para seu filho que se chama Dierlison Ryan, a mãe estava desesperada quando chegou no hospital na hora ser atendida o médico de plantão olhou para criança e alegou que a criança estava era só com sono e para mãe não se preocupa, sendo que a criança estava chorando e mãe falou para o médico que seu filho estava sim passado mal mais médico voltou a dizer que era só sono uma omissão de socorro por parte do médico da cidade.
A mãe não foi atendida no hospital onde o profissional da saúde ser quer examinou a criança para ver se tinha algo a mãe acabou voltando para casa sem atendimento médico, com o seu filho quando chegou em sua casa a  criança não resistiu veio a óbito,  morrendo na casa em plena cama da mãe.

A prefeita de Axixá Sônia vem fazendo uma péssima gestão e se q…