Pular para o conteúdo principal

Gugu Vasconcelos ficava com o cartão bancário da empresa de fachada, em Cachoeira Grande

Apaixonado por JetSki, Gugu Vasconcelos está foragido
Um dos “cabeças” do esquema de corrupção no município de Cachoeira Grande era Gustavo Vasconcelos Oliveira Souza, sobrinho do prefeito Francivaldo e filho do ex-deputado estadual Pedro Vasconcelos. Gugu, como é conhecido, ocupava o cargo de secretário Municipal de Finanças  nas duas gestões [oito anos] do  tio.
Com pedido de prisão decretado após o desenrolar das investigações ainda em tramitação no 2º Departamento de Combate à Corrupção – DECCOR, Gugu é considerado foragido pela Polícia Civil do Maranhão.
O ex-tesoureiro de Cachoeira Grande, era o braço financeiro da organização criminosa que atuava em desvios de recursos na prefeitura.
Durante as investigações, a polícia averiguou dois contratos feitos pelo município de Cachoeira Grande com uma empresa de limpeza pública (Habitat) e outra de locação de máquinas pesadas (A.S Abreu).
No primeiro caso, em um contrato no valor de R$ 3 milhões, verificou-se que, pouco antes da licitação, a Habitat mudou seu objeto social, pois atuava prestando serviços para condomínios, o que levantou desconfiança por parte da equipe da Seccor e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do MP.
Com relação ao segundo contrato, o delegado Ricardo Moura, da Superintendência Estadual de Combate à Corrupção (Seccor), explicou que o proprietário abriu a empresa a pedido do prefeito, sendo que as máquinas pesadas utilizadas pertenciam a Gugu, que inclusive, também ficava com o cartão bancário da A.S Abreu, para realização de saques.
Gugu era o braço financeiro do tio, o ex-prefeito Francivaldo Vasconcelos…

A empresa que Gugu possuía o cartão bancário, A.S Abreu, CNPJ: 10.736.042/0001-49, está registrada na Receita Federal sob o endereço de fachada, Rua Getulio Vargas, S/N, Cachoeira Grande/MA.
A partir desse esquema montado pela quadrilha, os repasses volumosos desviados de recursos públicos que deveriam beneficiar a população eram divididos entre os Vasconcelos.
– Crimes 
Entre os crimes apontados pela polícia, o grupo criminoso realizou contratação de empresa de fachada para conclusão do Hospital Municipal de Cachoeira Grande; Convênio da Secretaria Estadual de Saúde e contratações decorrentes do mesmo para aquisição de equipamentos que não teriam sido fornecidos; reforma de prédio onde funciona o CRAS, constante de relatório de gestão do Fundo Municipal de Assistência Social de 2013 e que não teria sido realizada; contratação de empresa para limpeza de prédios públicos municipais, serviço que teria sido efetuado pela própria prefeitura; contratação de empresa supostamente de fachada para aluguel de máquinas para serviços da administração municipal e que teriam sido feitos (serviços) por máquinas do próprio município e oriundas do PAC.

Por Domingos Costa 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Prefeita de Rosário compra caixões para enterrar toda a população da cidade

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes, não  investe na saúde da cidade onde no hospital SESP não tem uma agulha e agora a gestora  pretende  enterrar toda população da cidade literalmente lançando um mau agouro aos Rosariense.
De acordo como mostra o contrato  a prefeita Irlahi, determinou a compra de mais de R$ 280 mil em caixões para defunto,  com a fornecedora Deusimar R. Ferreira, nome de fantasia Pax Nossa Senhora do Rosário. O caso deve gera polêmica e revolta onde a prefeita Irlahi pretende enterrar toda a população como mostra o contrato com a fornecedora.
O caso é parecido com o da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, que ficou famosa com o título de prefeita ostentação. Lidiane foi condenada por gastar R$ 130 mil em urnas funerárias… Veja o contrato abaixo:


Três pessoas são presas durante megaoperação contra pedofilia em Rosário, São Luís e Paço do Lumiar

A Polícia Civil do Maranhão deflagrou na manhã desta sexta-feira (20), a operação ‘Luz na Infância’ que tem como objetivo apurar crimes de exploração sexual e pedofilia contra crianças e adolescentes. Estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão nos municípios de São Luís, Rosário e Paço do Lumiar. Três pessoas foram presas. Os alvos da operação foram identificados por meio de um levantamento de informações da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) e a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil. Com base nas informações e evidências coletadas em ambientes virtuais, foi instaurado um inquérito policial que resultou nos mandados de busca e apreensão emitidos pelo Poder Judiciário. A operação visa apreender computadores e dispositivos onde estão armazenados conteúdos de pedofilia infantil. As investigações estão sendo realizadas há seis meses e a ação envolve 1.100 policiais. Em São Luís, no bairro Santa Cruz, foi preso o músico Oziel Franklin Estrela Gomes e o agente …

Prefeitura de Rosário serve duas espigas de milho cruas para alunos em escola.

Os pais de alunos da escola municipal Maria da Mercês  Teixeira localizada no bairro Cidade Nova em Rosário, estão revoltados com a prefeita Irlahi Moraes, vários país  entraram em contato com o blog para denunciar que as crianças  da escola municipal  estão lanchando duas espigas  de milho onde muitas crianças ficam com fome.

A revolta do país é tão grande que as espigas de  milho até cruas estão sendo servidas na escola da rede municipal  de Rosário "Isso é uma vergonha uma maldade para com as crianças que estão passando fome na escola, como pode se servir duas espigas de milhos cruas para um criança que precisa  de uma merenda adequada de qualidade isso é uma vergonha um desrespeito" desabafa uma mãe ao blog .

A mãe que denunciou esse desrespeito da prefeita Irlahi mandou um vídeo que está rolando nas redes Sociais de uma outra mãe que está  revoltada para mostrar a veracidade do desrespeito que está acontecendo na escola Municipal Maria Mercês Teixeira.
A merenda tem que se…