Pular para o conteúdo principal

Prefeitura de Rosário e o governo do Estado deixam obra do CREAS abandonada no bairro da Argentina.

Prefeita de Rosário Irlahi Moraes
Um local que serviria para dar apoio especializados e continuados a indivíduos e as famílias Rosarienses com seus direitos violados onde o principal objetivo é o resgate da família, e dos direitos violados, potencializando sua capacidade de proteção aos seus membros o centro de referência especializado de assistência social – CREAS, centralizado está abandonado no bairro da Argentina  em Rosário (cidade a 60 quilômetros de São Luís), já era para estar pronta, mas ainda não faz o atendimento à população rosariense. Além de não oferecer os serviços, o local tornou-se um risco à segurança dos moradores. Segundo uma moradora do local que não quis se identificar, afirma que desde que começou a morar no local, a obra está  jogada  e abandonada. “A obra está servindo como ponto de drogas fica muitos viciados usando droga no local   e também esconderijo para bandidos pondo  em risco nós moradores onde a violência está grande no bairro e na cidade ”, disse.

Moradores vizinhos ao local denunciam também que a estrutura foi arrombada por vândalos onde na ocasião, roubaram toda parte elétrica, entre fios e lâmpadas, sem falar nos vasos sanitários que também foi levado. o roubo de materiais como telhas, tijolos e outros utensílios já é normal segundo relatam vizinhos. Além disso, há anos não há ninguém trabalhando no local. Nem sequer seguranças foram disponibilizados pela empreiteira para impedir o extravio ou a utilização do local para outros fins. As paredes foram pichadas e é possível encontrar garradas de bebidas alcoólicas vazias. A obra de responsabilidade da Prefeitura de Rosário integra o PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento) e está sendo desenvolvida através de um convênio, onde já foram repassados mais de R$ 950,1 mil.


A prefeita  Irlahi se quer se manifestou para população Rosariense para  falar o porque da obra abandonada pela prefeitura de Rosário e o governo do Estado do Maranhão também esta calado não falou nada sobre o abandono da obra no bairro da Argentina ambos omissos.

O que é o CREAS?


CREAS é o Centro Especializado de Assistência Social. É uma unidade pública estatal responsável pela oferta de orientação e apoio especializados e continuados a indivíduos e famílias com seus direitos violados. Para isso, envolve um conjunto de profissionais e processos de trabalho que devem ofertar apoio e acompanhamento especializado. O principal objetivo é o resgate da família, e dos direitos violados, potencializando sua capacidade de proteção aos seus membros.


Quais os objetivos do CREAS?

O principal objetivo é o resgate da família, potencializando sua capacidade de proteção aos seus membros. Fortalecer a autoestima dos indivíduos usuários, e seus familiares, para que haja fortalecimento entre os membros da família dos usuários, e reinserção dos mesmos na sociedade.


Quem faz parte da equipe do CREAS?

O CREAS de Jataí conta com dois Psicólogos, dois Educadores Técnicos de Medidas Socioeducativas, uma educadora (Pedagoga), um Coordenador, dois Assistentes Sócias.


Quem pode ser atendido no CREAS?

Crianças, adolescentes, idosos, mulheres e quaisquer pessoas que tenha sofrido violação de seus direitos. E aos adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa, sendo Prestação de serviço ou Liberdade Assistida.


Quais os serviços oferecidos pelo CREAS?


Oferece proteção social aos adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa. Neste serviço, adolescentes e jovens em descumprimento com a lei, ao cumprir medida socioeducativa, serão acompanhados pela equipe técnica do CREAS, a fim de construir e reconstruir seus projetos de vida, com a finalidade de não retornarem a prática do ato infracional.



E também oferece Proteção e Atendimento Especializado a Família e Indivíduos (PAEFI). O PAEFI é um serviço de apoio, orientação e acompanhamento a famílias com um ou mais de seus membros em situação de ameaça ou violação de direitos. A equipe do CREAS acompanha as famílias, buscando auxiliá-las no rompimento do ciclo de violação dos direitos em seu interior, prevenindo reincidências, fortalecendo seu papel de proteção e restabelecendo a autonomia de seus membros.

Vejam vídeo do abandono da obra no bairro da Argentina. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Criança morre após negligência médica em Axixá

Uma  criança de   1 ano onze meses perdeu a vida na cidade de Axixá, após negligência médica a mãe Valeria Silva se deslocou até o hospital e Maternidade em Axixá nesta segunda-feira (19),   na busca de atendimento médico para seu filho que se chama Dierlison Ryan, a mãe estava desesperada quando chegou no hospital na hora ser atendida o médico de plantão olhou para criança e alegou que a criança estava era só com sono e para mãe não se preocupa, sendo que a criança estava chorando e mãe falou para o médico que seu filho estava sim passado mal mais médico voltou a dizer que era só sono uma omissão de socorro por parte do médico da cidade.
A mãe não foi atendida no hospital onde o profissional da saúde ser quer examinou a criança para ver se tinha algo a mãe acabou voltando para casa sem atendimento médico, com o seu filho quando chegou em sua casa a  criança não resistiu veio a óbito,  morrendo na casa em plena cama da mãe.

A prefeita de Axixá Sônia vem fazendo uma péssima gestão e se q…