Pular para o conteúdo principal

EM GREVE: Professores municipais de São Luís mantêm ocupação na Semed

Os professores da rede pública municipal de São Luís mantiveram a ocupação da Secretaria Municipal da Educação (Semed), iniciada na manhã de quinta-feira, 24. Os profissionais cobram melhores condições de trabalho, infraestrutura das escolas, entre outras reivindicações.
A presidente do Sindicato dos Professores do Magistério da Rede Municipal de São Luís (Sindeducação), Elizabeth Castelo Branco, disse que a ocupação deve permanecer. “Nós estamos desde 2013 cobrando melhores condições de trabalho, além da melhoria da infraestrutura das escolas que estão precárias. A luta é legitima”, frisou.
Educação afetada
Segundo o Sindeducação, mais de 122 escolas estão sem aulas, em adesão à greve. Além dessas, algumas escolas estão parcialmente paralisadas e outras não aderiram ao movimento grevista. São 50% da rede municipal paralisada, conforme o sindicato.
Na manhã de ontem, professores informaram que um dos participantes da ocupação foi agredido por um segurança da Semed, revoltando a maioria que ali estava realizando um protesto pacífico.
A greve
Os professores da rede municipal declararam greve no segundo dia do mês de agosto. Nesse dia, os grevistas visitaram várias escolas que apresentavam risco aos que por ali passariam diariamente, o que é o ponto alto da greve. A paralisação está sendo organizado pelo Sindeducação.
Uma das escolas visitadas foi registrada por O Estado; a Unidade de educação Básica (UEB) Bernardina Spindola, localizada no Centro de São Luís, apresentou, logo na entrada, retratos do descaso. O mato crescia sem controle e estava, inclusive, servindo de abrigo para criminosos.
Além disso, os professores reivindicam a negociação, entre Prefeitura e classe, do reajuste salarial de 2017 - eles saíram insatisfeitos depois de a Prefeitura de São Luís não oferecer nenhuma forma de reajuste aos profissionais do magistério na última mesa de negociação.
A ocupação
Após quase um mês de greve e nenhuma reunião ou conversa marcada pelo Executivo Municipal no sentido de ouvir a classe grevista e atender suas demandas, os professores ocuparam a sede da o prédio da Semed, no bairro do São Francisco, na manhã de ontem.
Os manifestantes ocuparam todo o prédio, salvo as salas que estavam trancadas, e ficaram de vigília nas saídas da Semed, para evitar que alguém entrasse, ou saísse, sem que fosse percebido pelos que ali estavam.
O sindicato promete que o movimento permanecerá até que os professores sejam recebidos pelo secretário da Educação, Moacir Feitosa, e pelo prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT). Os professores não desocuparam o prédio nem na noite de ontem, totalizando 24 horas de protesto no dia de hoje.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Criança morre após negligência médica em Axixá

Uma  criança de   1 ano onze meses perdeu a vida na cidade de Axixá, após negligência médica a mãe Valeria Silva se deslocou até o hospital e Maternidade em Axixá nesta segunda-feira (19),   na busca de atendimento médico para seu filho que se chama Dierlison Ryan, a mãe estava desesperada quando chegou no hospital na hora ser atendida o médico de plantão olhou para criança e alegou que a criança estava era só com sono e para mãe não se preocupa, sendo que a criança estava chorando e mãe falou para o médico que seu filho estava sim passado mal mais médico voltou a dizer que era só sono uma omissão de socorro por parte do médico da cidade.
A mãe não foi atendida no hospital onde o profissional da saúde ser quer examinou a criança para ver se tinha algo a mãe acabou voltando para casa sem atendimento médico, com o seu filho quando chegou em sua casa a  criança não resistiu veio a óbito,  morrendo na casa em plena cama da mãe.

A prefeita de Axixá Sônia vem fazendo uma péssima gestão e se q…