Pular para o conteúdo principal

Governo Flávio Dino paga R$ 90 mil por mês por hospital fechado em São Luís

Clínica continua em obra após um ano de contrato 
O governo Flávio Dino (PCdoB) paga, desde agosto de 2016, R$ 90 mil por mês pelo aluguel de um prédio onde deveria funcionar uma clínica materno-infantil, no bairro do Jardim Eldorado, em São Luís. A Clínica Materno-Infantil Eldorado está fechada desde então. Neste período, os cofres públicos já bancaram, fora o aluguel, outros R$ 903.165,56 com reformas. O curioso é que no próprio Extrato do contrato, publicado no Diário Oficial do Estado em 9 de agosto de 2016, constam como se todas as acomodações estivessem prontas e os equipamentos instalados.

O contrato 125.940/2016/SES foi assinado pela Secretaria de Saúde e pela direção da Clínica Materno-Infantil em 2 de agosto de 2016. O contrato tem vigência de 12 meses, prorrogáveis por igual período, até o limite de 60 meses, “incluindo equipamentos e mobiliários”.
Pelo documento, a clínica dispõe de 60 leitos de enfermaria e UTI, 18 dos quais com quatro salas de centro cirúrgico; 10 consultórios médicos equipados para acompanhamento ambulatorial; instalações administrativas; duas recepções; um laboratório, cinco salas de exame; um banco de sangue; 12 leitos com banheiros separados, com canalização de oxigênio e sala de reanimação neonatal; três leitos de recuperação pós-anestésico e estacionamento.
Extrato do contrato do governo

Mesmo com todo esse inventário, o governo comunista decidiu, mesmo assim, realizar reforma da clínica, com prazo que deveria ser de 90 dias, conforme placa no local. Calculando-se os R$ 1.080.000,00 pagos pelos 12 meses de aluguel, mais os R$ 903.165,56 de reforma, o governo já gastou em um ano nada menos que R$ 1.983.165,56 por um prédio que não serviu para nenhum tipo de atendimento no setor de saúde.
A deputada estadual Andrea Murad (PMDB) denunciou na sexta-feira, 11, em suas redes sociais, que Flávio Dino quer transformar a clínica em um hospital de referência em traumas ortopédicos.
“O problema é que a clínica alugada, nunca terá condições para ser uma unidade de referência para os casos de alta complexidade porque não dispõe de estrutura física, infraestrutura, número de leitos, equipamentos como ressonância magnética, tomografia computadorizada e outros necessários ao atendimento exigido nessa área”, ponderou a parlamentar.
A deputada vai fazer denúncia formal para que a Assembleia Legislativa e o Ministério Público investiguem este contrato.
“É necessário que se investigue o real motivo dessa decisão do governador, de alugar por R$ 90 mil mensais, e já ter gasto, num prédio particular, quase R$ 1 milhão na reforma, sem que nesse local se possa, sequer, instalar o tal Hospital de Traumatologia e Ortopedia do Maranhão, como o nome mesmo diz”, frisou.
Em campanha, Dino questionou prática de aluguel
Durante a campanha eleitoral de 2014, o governador Flávio Dino fez um escândalo, com repercussão até nacional, por causa do aluguel de um prédio, no governo anterior, ao custo de R$ 3 mil mensais, onde funcionava um ambulatório para tratamento de câncer. O comunista usou o fato durante a campanha porque o prédio pertencia ao suplente de senador Edinho Lobão (PMDB).
Quando assumiu o governo, em 2015, Dino resolveu pagar por prédios de pessoas ligadas ao seu partido, o PCdoB. O primeiro escândalo veio à tona no início de 2017. Descobriu-se que o governo comunista pagou durante quase dois anos por um prédio pertencente a um comunista e que serviu de comitê de campanha para o PCdoB.
Após o escândalo, Dino admitiu rever o contrato de aluguel com o camarada comunista e devolver o prédio em dezembro deste ano.
O novo escândalo, envolvendo a Clínica Eldorado, também tem os mesmos sintomas do caso anterior, da casa do comunista, no Turu.
A diferença entre os casos do governo anterior e do atual é que, em 2014, o prédio questionado por Dino, de fato abrigava um ambulatório em pleno funcionamento. Os dois prédios pagos pelo comunista, permaneceram fechados, mesmo recebendo aluguel.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Criança morre após negligência médica em Axixá

Uma  criança de   1 ano onze meses perdeu a vida na cidade de Axixá, após negligência médica a mãe Valeria Silva se deslocou até o hospital e Maternidade em Axixá nesta segunda-feira (19),   na busca de atendimento médico para seu filho que se chama Dierlison Ryan, a mãe estava desesperada quando chegou no hospital na hora ser atendida o médico de plantão olhou para criança e alegou que a criança estava era só com sono e para mãe não se preocupa, sendo que a criança estava chorando e mãe falou para o médico que seu filho estava sim passado mal mais médico voltou a dizer que era só sono uma omissão de socorro por parte do médico da cidade.
A mãe não foi atendida no hospital onde o profissional da saúde ser quer examinou a criança para ver se tinha algo a mãe acabou voltando para casa sem atendimento médico, com o seu filho quando chegou em sua casa a  criança não resistiu veio a óbito,  morrendo na casa em plena cama da mãe.

A prefeita de Axixá Sônia vem fazendo uma péssima gestão e se q…

MP notificou a prefeita Irlahi e Calvet Filho por campanhas irregulares e crimes eleitorais; Irlahi ainda responde por Showmício

Rosário-MA: Dois candidatos a prefeitos de Rosário foram notificados na Justiiça Eleitoral pelo Ministério Público, devido a irregularidade em suas campanhas e até crimes eleitorais.  As notificações foram assinadas pela juíza eleitoral Karine Lopes de Castro da 18ª Zona Eleitoral-MA.

Contra Irlahi Moraes (PMDB) pesa a representação Nº 795-46.2016.6.10.0094 e contra Calvet Filho (PSDB) a N° 746-31.2016.10.6.10.0094. É importante ressaltar que eles podem recorrer, mas por se tratar de ações ingressadas pelo próprio MP é bem possível que sejam punidos. Nos bastidores políticos já é esperado que ambas campanhas recebam multas pesadas.


Irlahi Moraes desde a sua convenção tem atropelado todos os protocolos eleitorais, por exemplo: realizando caminhada no dia da sua convenção pelas ruas da cidade a distâncias superiores a 100 metros do local do evento. Já Calvet Filho ates mesmo da eleição já fazia propaganda irregular desafiando a Justiça Eleitoral com comícios, carros adesivados com propaga…

Empresária morre após ser baleada durante assalto e populares pedem justiça e querem invadir a delegacia de Rosário e linchar os assassinos.

Empresária Adilce Silva  dona da academia Espaço Fitness  morreu após ser baleada durante um assalto na noite   deste domingo (21) .   De acordo com informações a vítima estava na padaria da família que fica localizada na rua Benedito Leite no centro de Rosário, quando foi abordada pelos dois criminosos que são menores de idade. Segundo informações Adilce  e familiares entregaram os celulares e os pertences mais mesmo assim um dos criminosos atirou na empresária um absurdo um ato de crueldade com uma pessoa de bem um dos criminoso chegaram aponta a arma para uma criança de 4 anos sendo que a criança neto de Adilce .
A empresaria foi levada ao hospital SESP mais não resistiu Adilce Silva era casada com Zondeck Anceles que é irmão do gestor da regional da saúde de Rosário Willame Anceles. a empresaria Adilce é um símbolo do mundo fitness e na cidade e região.
Os bandidos foram presos e a população cercou a delegacia e  a população esta revoltada e pedindo justiça.
A violência to…