Pular para o conteúdo principal

ROBERTO ROCHA VAI DEIXAR PSB E TERÁ ATO DE FILIAÇÃO NO PSDB FEITO POR ALCKMIN

O senador Roberto Rocha deixará o PSB. Ele retornará ao PSDB depois de seis anos. A volta de Rocha será abonada pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que depois virá a São Luís para o ato oficial de filiação do senador. Roberto e os tucanos aguardam somente a volta de viagem do presidente nacional do PSDB, Tasso Jereissati, para marcar a agenda de filiação.
Roberto se antecipou a possibilidade da direção nacional do PSB abrir um processo de expulsão dele depois que a direção estadual da legenda aceitou, por unanimidade em encontro estadual no último fim de semana, o pedido do deputado estadual Bira do Pindaré para que o senador fosse expulso por ir de encontro com as diretrizes do partido.
Pindaré acusou Roberto Rocha de fazer oposição ao governo de Flávio Dino (PCdoB) quando partido é aliado do governador maranhense e, por isso, deveria ter sua posição analisada pela comissão de ética do PSB e depois expulso.
A primeira decisão de Rocha sobre sair do PSB foi deixar a liderança do partido no Senado, que ele assumiu na semana passada quando o então líder do partido na Casa, Fernando Bezerra Coelho, trocou o PSB pelo PMDB.
Aliado a isso, o senador recebeu garantias da direção nacional tucana de que indo para o PSDB, ele terá espaço para ser candidato a governador do Maranhão em 2018. Outra garantia dada e que já foi passada para a direção estadual do PSDB é que a sigla deve deixar o governo de Flávio Dino (PCdoB). Os tucanos devem aceitar as diretrizes do partido ou devem deixar o ninho para permanecer aliado dos comunistas no estado.
Essa decisão da nacional é que vem levando o atual presidente estadual da legenda, Carlos Brandão, a buscar outro rumo político. Nos bastidores especula-se que o vice-governador quer entrar no PP comandado pelo deputado federal André Fufuca.
Repercussão - A decisão da direção estadual de pedir a expulsão de Roberto Rocha foi usada pelos socialistas maranhenses para pressionar o senador a deixar o partido já que não cabe ao PSB do Maranhão abrir processo de expulsão contra um senador. Essa prerrogativa é da direção nacional.
Entretanto, mesmo o pedido tendo sido aceito durante congresso estadual que teve a presença do presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, não há registro de que foi aberto qualquer procedimento de expulsão contra Roberto Rocha na direção nacional.
Sobre a pressão para saída do senador, desde que assumiu a direção do PSB de São Luís que o deputado Bira do Pindaré vinha agindo tentando fazer com que Rocha deixasse o quadro do partido.
Em entrevistas, Pindaré chegou a afirmar que Roberto Rocha não deveria mais está no PSB e que o caminho dele seria deixar a legenda.
Mais
Mesmo com toda pressão, Rocha esperava o congresso nacional socialista que definirá a direção nacional da sigla para os próximos dois anos. Roberto esperava que membros paulista do PSB comandado por Márcio Faria, vice-governador de São Paulo, fossem os novos dirigentes da legenda. Se isso fosse confirmado, Roberto Rocha teria o comando do PSB no Maranhão de volta e conseguiria ser candidato a governador pelo PSB com o apoio do PSDB, que sempre foi o desejo do senador.
Correlata
Madeira foi um dos principais articuladores para PSDB deixar Flávio Dino
Desde o fim de 2015, que o então prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, decidiu se posicionar contra a permanência do PSDB na base de apoio do governador Flávio Dino. De lá para cá, o tucano vem trabalhando junto a direção nacional o rompimento do partido com o governo comunista.
O problema enfrentado por Madeira era a posição do presidente estadual do PSDB, Carlos Brandão, vice-governador do Maranhão. Com o comando do partido, Brandão deixava claro que a aliança com o PCdoB fosse reeditada em 2018.
Madeira buscou a direção nacional, mostrou o posicionamento de Flávio Dino no processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), em que o comunista chamava de golpistas os tucanos por apoiarem a saída da petista, e também mostrou a insatisfação da maioria dos membros do PSDB do Maranhão com a participação tucana no governo comunista.
Além disso, o ex-prefeito de Imperatriz apresentou como possibilidade uma candidatura própria da legenda no Maranhão em 2018, que é uma diretriz da direção nacional tucana.
Por toda essa articulação e com a perda do comando do PSB por Roberto Rocha é que o PSDB acabou definindo os rumos que deve tomar no próximo ano sem aliança com o PCdoB e com uma candidatura própria ao governo do Maranhão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Em Rosário pura maldade: Empresária é perseguida pela prefeita Irlahi

A prefeita de Rosário Irlahi  Moraes, está perseguindo a empresária Lidiane Oliveira, onde a prefeita mandou construir um muro simplesmente para os frequentadores do seu estabelecimento que fica localizado na praça em frente a prefeitura que pertence a prefeita Irlahi, não frequente o estabelecimento da empresária fechando a passagem  do estabelecimento para ninguém passar  onde a empresária  vende sorvete em frente  a praça um desrespeito para o próximo que trabalha justo.

A empresária rosariense que vende sorvete está trabalhando honestamente e justamente para sustentar sua família e a prefeita ditadora Irlahi, além de não proporcionar geração de emprego e renda na cidade  através do concurso público, fica perseguindo as pessoas onde dona do empreendimento já acionou a prefeita Irlahi, na justiça onde a prefeita  se valoriza de bem público que é da população para realiza ganhos próprios. 
A praça da prefeitura de Rosário foi construída com emenda federal de 500 mil reais onde esse val…

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Prefeita de Rosário compra caixões para enterrar toda a população da cidade

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes, não  investe na saúde da cidade onde no hospital SESP não tem uma agulha e agora a gestora  pretende  enterrar toda população da cidade literalmente lançando um mau agouro aos Rosariense.
De acordo como mostra o contrato  a prefeita Irlahi, determinou a compra de mais de R$ 280 mil em caixões para defunto,  com a fornecedora Deusimar R. Ferreira, nome de fantasia Pax Nossa Senhora do Rosário. O caso deve gera polêmica e revolta onde a prefeita Irlahi pretende enterrar toda a população como mostra o contrato com a fornecedora.
O caso é parecido com o da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, que ficou famosa com o título de prefeita ostentação. Lidiane foi condenada por gastar R$ 130 mil em urnas funerárias… Veja o contrato abaixo: