Pular para o conteúdo principal

Empresa investigada recebeu R$ 2,5 milhões da prefeitura de Rosário

Prefeita de Rosário Irlahi ao lado do secretário de Educação do município Joaquim Neto 
Apesar de já estar sob investigação do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), e de a Controladoria Geral da União (CGU) ter identificado indícios de desvios de R$ 170 milhões dos cofres públicos de dezessete prefeituras, a Cooperativa Maranhense de Trabalho e Prestação de Serviços (Coopemar) ganhou um aditivo de R$ 2,5 milhões, firmado pela Prefeitura de Rosário, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed).
Aditivo de R$ 2,5 milhões, firmado pela Prefeitura de Rosário, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed
Aditivo de R$ 2,5 milhões, firmado pela Prefeitura de Rosário, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed
O documento referente ao contrato nº 036/2015, no dia 29 de abril de 2016, oito meses antes da Operação Cooperare, deflagrada pela Polícia Civil do Maranhão, em 13 de dezembro daquele ano clique aqui!

CUSTO DA CORRUPÇÃO
Segundo as investigações, as prefeituras – incluindo a rosariense – contratavam a Coopemar, que não tinha estrutura de cooperativa com divisão de lucros, mas sim de uma empresa comum. O esquema era montado para que pudessem participar apenas cooperativas e por ser uma cooperativa de fachada era a única empresa a vencer os processos de licitação. A organização atua na administração da prefeita rosariense Irlahi Linhares desde 2014.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TRAGÉDIA: Funcionário Rosariense terceirizado da Cemar morre eletrocutado em poste na cidade de Axixá.

Tragédia marca o começo do final de semana de setembro na cidade de Axixá. Onde foi registrado um acidente fatal de trabalho, no povoado Ruy Vaz, que aconteceu por volta das 16h00min, na sexta-feira (1º) com um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para Cemar na cidade de Rosário, que resultou na morte de um jovem identificado como José Anderson. O acidente de trabalho interrompeu os sonhos do jovem que era morador da cidade de Rosário. Segundo informações, o funcionário realizava um trabalho em uma rede baixa tensão, quando por motivos ainda desconhecidos recebeu uma descarga elétrica, ainda no poste que executava o serviço. José Anderson, era funcionário da empresa terceirizada há apenas uma semana. O gestor regional da Cemar, Demerson, que atende a região do Munim e lençóis maranhense, falou a imprensa localque os procedimentos foram feitos após o acidente. Sendorealizado a descida da vítima, depois o corpo foi encaminhado em uma ambulância para o hospital do mun…

Prefeita de Rosário compra caixões para enterrar toda a população da cidade

A prefeita de Rosário Irlahi Moraes, não  investe na saúde da cidade onde no hospital SESP não tem uma agulha e agora a gestora  pretende  enterrar toda população da cidade literalmente lançando um mau agouro aos Rosariense.
De acordo como mostra o contrato  a prefeita Irlahi, determinou a compra de mais de R$ 280 mil em caixões para defunto,  com a fornecedora Deusimar R. Ferreira, nome de fantasia Pax Nossa Senhora do Rosário. O caso deve gera polêmica e revolta onde a prefeita Irlahi pretende enterrar toda a população como mostra o contrato com a fornecedora.
O caso é parecido com o da ex-prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, que ficou famosa com o título de prefeita ostentação. Lidiane foi condenada por gastar R$ 130 mil em urnas funerárias… Veja o contrato abaixo:


Três pessoas são presas durante megaoperação contra pedofilia em Rosário, São Luís e Paço do Lumiar

A Polícia Civil do Maranhão deflagrou na manhã desta sexta-feira (20), a operação ‘Luz na Infância’ que tem como objetivo apurar crimes de exploração sexual e pedofilia contra crianças e adolescentes. Estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão nos municípios de São Luís, Rosário e Paço do Lumiar. Três pessoas foram presas. Os alvos da operação foram identificados por meio de um levantamento de informações da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) e a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil. Com base nas informações e evidências coletadas em ambientes virtuais, foi instaurado um inquérito policial que resultou nos mandados de busca e apreensão emitidos pelo Poder Judiciário. A operação visa apreender computadores e dispositivos onde estão armazenados conteúdos de pedofilia infantil. As investigações estão sendo realizadas há seis meses e a ação envolve 1.100 policiais. Em São Luís, no bairro Santa Cruz, foi preso o músico Oziel Franklin Estrela Gomes e o agente …