segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Aumentam casos de microcefalia no Maranhão e o MP-MA cobra ações do poder público

Secretário de Saúde Marcos Pacheco
Sobe para 16 no Maranhão os casos de microcefalia, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES), e o Ministério Público cobra do Governo do Estado e da Prefeitura de São Luís um plano de Prevenção e Contingência para o Enfrentamento de Epidemias e um plano de Prevenção à Microcefalia Relacionada à Zika. A capital é a cidade com o maior número de bebês com a doença, com quatro casos notificados.

Em entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira, membros da SES informaram os dados atualizados da doença que, segundo o Ministério da Saúde, tem relação direta com o Zika vírus, que tem como transmissor o mosquito Aedes aegypti. Foram os 16 casos comprovados e mais seis estão sendo investigados

Mesmo com aumento de microcefalia no Estado, o secretário de saúde, Marcos Pacheco, afirma que o Maranhão não passa por um surto de microcefalia. “A ideia é nós focarmos em ações rápidas e efetivas em relação à destruição de focos do mosquito”, disse Pacheco, que fez também um alerta para mulheres grávidas: “Elas devem evitar contato com outras pessoas que apresentem problemas com febre, gripadas e com manchas vermelhas. Se estiver grávida, procure o pré-natal para que a gente possa fazer o acompanhamento”, orientou.

A preocupação do secretário é pertinente já que, segundo levantamento do Ministério da Saúde, o Maranhão teve a primeira morte do país confirmada pelo Zika vírus e, dados do Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti, apontam que São Luís segue em estado de alerta.

MP cobra ação

Em um encontro realizado no dia 26 deste mês, o Ministério Público do Maranhão discutiu a situação do Zika Vírus e da microcefalia no Maranhão com representantes de várias entidades ligadas a saúde e ficou acertado que na quinta-feira (4) será realizado uma nova reunião para avaliar as ações do poder público no combate a estas enfermidades.

Além dos planos de Prevenção e Contingência para o Enfrentamento de Epidemias e Prevenção à Microcefalia Relacionada à Zika, deverá ser apresentado também pelo Hospital Universitário um Protocolo de Manejo Clínico para gestantes com suspeita de zika.

Para as cidades do interior, a promotora Maria da Glória Mafra Silva, da Promotoria de Defesa da Saúde da Capital, vai fomentar junto aos promotores de justiça das comarcas a elaboração dos planos de contingência e prevenção nos municípios maranhenses.

Casos de microcefalia no Maranhão por cidades

São Luís (4)

Santa Inês (2)

Coroatá (1)

São Francisco do Brejão (1)

Buriticupu (1)

São José de Ribamar (1)

Barra do Corda (1)

Chapadinha (1)

Dom Pedro (1)

Caxias (1)

Cantanhede (1)

Vitória do Mearim (1)

De O Estado
Postar um comentário

Vereadores de Rosário se calam sobre suposto elefante Branco na BR- 402

A população de Rosário até agora não engoliu a obra meia boca do Portal da Cidade na  BR 402,  de mais de meio milhão de reais, uma obra ...